Pelotas: Paula entrega casas na Vila Farroupilha

As 20 unidades residenciais integram a primeira etapa de um projeto de revitalização total da localidade. (Foto: Gustavo Vara)

Na manhã desse sábado (18) a prefeita Paula Mascarenhas entregou as 20 casas da rua Cirlei Furtado, na Vila Farroupilha, construídas pela parceria entre a Prefeitura e o governo federal. As famílias esperavam pelos imóveis há 17 anos e muitas só acreditaram quando receberam as chaves e os documentos.

Cada casa tem 42 metros quadrados – dois quartos, sala, cozinha e banheiro, além de uma lavanderia externa, com pátio e espaço para carro. O investimento é de R$ 98,8 mil, sem qualquer custo aos moradores.

Esta é a primeira etapa da requalificação total da Vila Farroupilha. Quando o projeto foi apresentado aos moradores, alguns sequer compareceram por não acreditarem que seria realizado depois de tantos anos de espera.

Por diversas razões o primeiro projeto (de 2007) não foi executado dentro do prazo, o que demandou vários processos para liberar a obra novamente. Mas equipe da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (SHRF) conseguiu contornar a situação e em fevereiro de 2022 as obras começaram. Na época, a prefeita disse que até ela já havia “desacreditado” em alguns momentos, mas que dessa vez era garantido: “Não é mais promessa, já temos o recurso”.

Na entrega das chaves, Paula revelou estar muito feliz em poder estar em uma pauta tão positiva como entrega das casas após duas semanas pensando apenas na enchente que o Estado, e em especial Pelotas, vive. “Fiz questão de tirar o colete da Defesa Civil porque a pauta é outra”, avaliou. “Que bom poder fazer a entrega de moradias, nada dá mais dignidade para as pessoas. Todos merecem ter uma casa, em especial as crianças, pois se a vida começa melhor, bonita, segura e colorida, ela vai se desenrolar melhor. Ninguém está livre de problemas, mas quando se tem uma infância feliz, protegida e com amor, tem mais condições de enfrentá-los”, avaliou.

No terreno em frente às casas entregues será construída uma praça no padrão Pelotas, Cidade das Crianças “É o mais atual do mundo, estimula a criatividade, fantasia, o brincar ao ar livre”, completou a prefeita.
A requalificação total da Vila Farroupilha será a maior obra e com maior investimento da atual gestão: serão mais de R$ 22 milhões em infraestrutura, além da regularização fundiária e da casa de bombas que terá um aporte de cerca de R$ 10 milhões do Sanep.

Um dos beneficiados, Gleber Dias de Souza, de 51 anos, afirmou que não era uma “casinha”, mas uma “mansãozinha”. Ele mora a cerca de um quilômetro da nova casa, em um chalé de duas peças em área de alagamento, com o filho de 14 anos. Em setembro a família enfrentou mais uma enchente e a casa ficou com água até a metade da parede. Com isso, o pouco que tinham acabou apodrecendo, junto com a estrutura da casa que está afundando. Sobre a nova casa, ele não tem dúvidas: “Pra mim é uma mansão, não tenho palavras, era o meu sonho, é um presente de Deus”, afirmou. Após receber a chave, ele entrou com a prefeita e comemorava o fato de ter um banheiro bem fechado: “Aqui a gente pode tomar banho e nem pega frio”, avaliou. Na cerimônia o filho não estava. Gleber estava feliz em dizer que ele não sabia da entrega e que, à tarde, o levaria até a casa para fazer uma surpresa.

O projeto completo da Vila Farroupilha prevê que nas áreas mais baixas do loteamento fiquem as áreas de lazer, como o campo de futebol e pracinhas. Assim, caso em algum momento as bombas de drenagem não deem conta em uma situação de alagamento ou enchente, apenas atingirá essas áreas, e não mais as casas, e isso tem uma solução bem mais simples do que a enfrentada pelas famílias por décadas. Os novos proprietários das casas, que ainda viviam nas áreas de risco, entregarão os termos de posse das antigas para que a Prefeitura dê a cada um dos terrenos o destino correto.

A secretária de Habitação e Regularização Fundiária, Cláudia Leite, disse que os técnicos da Secretaria acompanham as famílias, hoje beneficiadas, há 17 anos, quando as obras deveriam ter começado. Para ela é uma grande satisfação e felicidade fazer a entrega das casas e ver a felicidade das pessoas depois de tantos anos tentando liberar o recurso. “É um dia histórico, tanto empenho e hoje se concretizou. É o início de uma nova vida, em uma moradia digna para 20 famílias”, celebrou.

Também participaram da cerimônia o vice-prefeito Idemar Barz, secretários municipais e os vereadores César Brisolara (PSB), Cristiano Silva (UB) e Marisa Schwarzer (PSDB)

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome