Pelotas: Paula atualiza sobre situação das enchentes e benefícios aos desabrigados

Populações que tiveram inconsistências registradas no cadastro devem realizar as correções necessárias até às 23h59 desta segunda (24). (Foto: Michel Corvello)

Em live às 11h desta quarta-feira (22), a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas (PSDB), atualizou sobre a situação das enchentes no município, bem como sobre o retorno às aulas e informações sobre os benefícios disponibilizados pelo governo.

A prefeita afirmou que os níveis das cheias no município permanecem estáveis, apesar de altos. No momento do pronunciamento, registrava-se 2,83m metros no São Gonçalo e cerca de 2,53m na Lagoa do Patos.

A novidade seria a chuva, que foi um pouco intensa durante esta madrugada, marcando 10mm no Centro, e 25mm no Fragata. Também choveu bastante na região, o que acaba afetando o município. “Os rios aqui da região fazem parte da bacia do São Gonçalo, desaguando nele. Isso faz com que os níveis possam subir”, explica. “Temos que ficar atentos até a sexta-feira. Continuar monitorando de hora em hora e sobretudo informando vocês”, completa.

Quanto às aulas no município, a ideia é de que as escolas retornem normalmente na semana que vem. Porém, isso deve ser confirmado até a sexta-feira (24).

Já sobre os benefícios sociais do governo Estadual e Federal, a prefeita afirma estar acompanhando. No entanto, ainda não foi disponibilizado nenhum recurso. O Governo do Estado possui dois programas, o Pix SOS e o Volta por Cima, e o do Governo Federal, referente aos R$ 5.100 de auxílio. Paula frisa que esses benefícios são destinadas apenas às pessoas que perderam suas casas devido às enchentes.

Os processos referentes a esses benefícios, bem como sobre o Crédito Consignado do Banrisul para os municipários, estão sendo apurados pela Prefeitura. Falando especificamente sobre o benefício do banco, ela afirma que possivelmente haverá um benefício de interrupção de alguns meses da cobrança. Porém, provavelmente não seja nos mesmos moldes do Estado, devido a questões internas do banco. “Assim que isso tiver confirmado e o banco nos deixar claro como isso irá funcionar, nós também transmitirá aos funcionários”, afirma.

Previsão do tempo

A chuva deve permanecer até sexta-feira (24), de São Lourenço do Sul ao Chuí, com maior intensidade entre SLS e a região da Capilha, no Rio Grande. A partir de quinta (23), a chuva deve ser mais contínua ao longo do dia. A previsão é de que a precipitação acumulada até sexta seja de 80 a 120 milímetros, sendo que a média para o mês inteiro é de 110mm.

A partir de sexta, não há mais chuva. Porém, o sistema de baixa pressão no oceano, com ventos de componente sul, devem favorecer a entrada de uma massa de ar frio.

Os ventos sopraram do quadrante nordeste de intensidade fraca a moderada nos locais onde não chove, o que ajuda a reduzir os níveis do Lago Guaíba. Em locais de instabilidade, as condições dos ventos é variável.

Situação dos Abrigos:

Abrigados: 715

  • Z3 (Salão Paroquial João Paulo II): 44 famílias, 153 pessoas
  • Laranjal (escola Edmar Fetter, rua cinco, nº 100): 37 famílias, 152 pessoas
  • AABB (rua Alberto Rosa, 580): 34 famílias, 92 pessoas
  • Esef (rua Luis de Camões, 625): 46 famílias, 116 pessoas
  • Santa Teresinha Futebol Clube (rua Santo Antônio, 86): nove famílias, 21 pessoas
  • Cenáculo (avenida Dom Joaquim, 1.618): 14 famílias, 50 pessoas
  • Cavg (avenida Ildefonso Simões Lopes, 2.791): 43 famílias, 108 pessoas
  • Exército de Salvação (avenida Fernando Osório, 6.745): seis famílias, 23 pessoas

Atualização das Medições

Canal São Gonçalo

0h: 2.83 metros
2h: 2.84 metros
4h: 2.84 metros
6h: 2.83 metros
7h: 2,83 metros
8h: 2,83 metros
9h: 2,83 metros
10h: 2,83 metros
Fonte: sensor Sanep

Lagoa dos Patos

0h: 2.52 metros
2h: 2.54 metros
4h: 2.54 metros
6h: 2.53 metros
7h: 2,51 metros
8h: 2,54 metros
9h: 2,53 metros
10h: 2,51 metros
Fonte: Laboratório HidroSens/UFPel

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome