Pelotas: Obras da Vila Farroupilha evoluem com diversas intervenções

Moradores afirmam nunca ter visto tantas frentes de trabalho simultâneas. (Foto: Janine Tomberg)

Pavimentação, meios-fios, passeios públicos, iluminação, redes de água e esgoto são intervenções de infraestrutura desenvolvidas, simultaneamente, na vila Farroupilha, com investimento de mais de R$ 22,3 milhões, com origem federal de R$ 15,68 milhões do PAC PPI Favelas e contrapartida municipal de R$ 6,7 milhões.

A localidade será beneficiada com pavimentação de mais de 30,5 mil metros quadrados, com blocos de concreto do tipo unistein, além de, aproximadamente, 17,6 mil metros quadrados de asfalto, mais 19,3 mil metros quadrados em concreto nos passeios públicos. A execução do projeto de transformação da vila Farroupilha transcorre sob responsabilidade do Município e as obras estão a cargo da Construtora Pelotense e contam com acompanhamento técnico da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag).

“Até o momento, já foram executados mais de 1,6 quilômetro de redes de água, cerca de cinco quilômetros de redes de esgoto e 1,5 quilômetro de drenagem, além de terraplenagem na avenida Coletora, da Theodoro Müller até a rua Cipriano de Moraes. O projeto em execução na vila Farroupilha é grandioso, pois envolve todos os itens de infraestrutura, promovendo dignidade e qualidade de vida aos moradores”, comenta o secretário de Planejamento e Gestão, Roberto Ramalho.

Sobre a pavimentação, o secretário informa que já estão calçadas as ruas Um, Dario Grutzmann Wille, Doutor Manoel Cipriano de Moraes e, parcialmente, as ruas Três, João Neves da Fontoura, Adalberto Guerra Duval e travessa Três da Bernardo José de Souza.

Palavra de moradores

Moradores da localidade são unânimes em afirmar que nunca tinham visto tantas obras diferentes, ao mesmo tempo, referindo-se às diversas frentes de trabalho que atuam nas redes de água, esgoto, drenagem, pavimentação, iluminação pública, colocação de meios-fios e construção de calçadas com acessibilidade.

Sidnei da Silva Aires, aposentado, é morador na Farroupilha desde 1975. “São quase 50 anos e a quantidade de obras ao mesmo tempo é inédita. O fundamento de tudo isso é fora de série, é qualidade de vida. Na minha rua, José Machado Mendonça, não enfrento mais barro, buracos. Ando sem qualquer dificuldade”, registra.

Para Éderson Luís, que reside na Farroupilha há 35 anos, a constatação não é diferente. “Sou morador desde criança e nunca tinha visto isso. Mesmo com as obras em andamento, já dá para dizer que está ótimo. Na minha casa, alagava tudo em dias de chuva e eu saía no barro. No verão, a poeira. Agora, tem desenvolvimento aqui, luz de LED inclusive. Antes, só o Centro ganhava atenção. Agora é a vila. Isso é muito positivo.”

Há 20 anos, Maria de Fátima Lemos de Castro reside na localidade. “Enfrentei muitas enchentes, de ter que deixar tudo para trás, de ter que sair de casa. Agora, está aprovado. A drenagem funciona e não chegou sozinha. Veio o calçamento para poupar os moradores de pisar no barro, passar trabalho e enfrentar buracos. Toda a comunidade esperava há anos por esses benefícios que, graças a Deus, chegaram.”

Obras em andamento

O secretário Roberto Ramalho informa que as equipes trabalham na implantação de meios-fios e blocos intertravados de pavimentação na travessa Três da rua Bernardo José de Souza, em terraplenagem de trecho da mesma via e na construção da estação elevatória de esgotos, na esquina da avenida Coletora com a rua Doutor Manoel Cipriano de Moraes.

A Prefeitura informa que, para as próximas etapas, estão previstas as conclusões da estação elevatória, das vias em andamento e a pavimentação das demais ruas da localidade. Todo o projeto em execução é resultado do empenho do Município pelo resgate de recursos, após longa jornada de negociações, junto à esfera federal. Em atividade paralela às da infraestrutura, prossegue a construção das moradias do projeto habitacional.

Programa habitacional

A vila Farroupilha também tem programa habitacional em execução. As 34 unidades habitacionais estão sendo construídas em parceria com o governo do Estado, com recursos oriundos do programa A Casa é Sua com contrapartida municipal.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome