Pelotas: Município amplia política pública de atenção aos idosos

Assinatura aconteceu nesta sexta-feira (21), no Salão Nobre. (Foto: Gustavo Vara)

Pelotas deu mais um passo em direção às políticas públicas de atenção aos idosos nesta sexta-feira (21). A prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) assinou o Decreto nº 6.656 que institui o Comitê Municipal de Gestão Colegiada para integrar o Município a Rede Nacional de Proteção e Defesa da Pessoa Idosa (Renadi), em cerimônia no Salão Nobre da prefeitura.

Durante o ato, a chefe do Executivo salientou todo o esforço e as parcerias estabelecidas, como a que tem sido realizada com o Conselho Municipal do Idoso, como fundamentais para ampliar as iniciativas voltadas à população com mais de 60 anos. “Juntos estamos trilhando um caminho consistente no atendimento qualificado ao idoso e tornando a cidade mais acolhedora, inclusiva, segura e inspiradora para o envelhecimento saudável. São conquistas que vão se somando e promovem transformação, porque não podemos admitir uma sociedade em que haja violência contra as pessoas idosas que contribuíram para chegarmos até aqui. Essas pessoas merecem respeito, carinho, conforto e espaço na nossa sociedade”, avaliou Paula.

De acordo com o presidente do Conselho, Lélio Falcão, Pelotas se insere numa comunidade nacional que é o Renadi, ampliando a proteção ao público com mais idade. “Isso reconhece a necessidade de estabelecer uma sinergia entre os diversos organismos que tratam deste tema, acolhendo as denúncias, dar encaminhamentos e ter agilidade na solução dos casos de abusos e violência contra o idoso”, explicou Falcão.

Para o secretário de Assistência Social, Tiago Bündchen, essa é mais uma ferramenta importante que permitirá a Pelotas se somar a essa rede nacional de política de atenção ao idoso, resultado de uma intensa mobilização entre o Conselho e a Prefeitura. “Um dos papeis desse comitê é melhorar os fluxos de atendimento entre os agentes de proteção, evitando, em caso de violência constatada, que o idoso precise relatar várias vezes a situação a que foi exposto, seja na delegacia ou nos centros de referência, qualificando os atendimentos, além de propor políticas públicas”, disse Bündchen.

O Comitê ficará vinculado à Secretaria de Assistência Social (SAS) e será composto por dois representantes das seguintes entidades: Conselho Municipal dos Direitos do Idoso, Secretaria de Saúde, com o Departamento de Atenção Primária, o Núcleo de Violência da Vigilância Epidemiológica, e a Rede de Atenção às Doenças Crônicas, o setor de Proteção Social Especial da SAS, os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), e Centros de Referência de Assistência Social (Cras), além das secretarias de Educação e Desporto (Smed) e de Segurança Pública (SSP), a Assessoria Especial do Pacto Pelotas pela Paz, Cartório do Idoso da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Defensoria Pública, entidades da sociedade civil envolvidas com a temática da proteção e defesa dos direitos das pessoas idosas e universidades e instituições de ensino superior do município.

Também acompanharam o ato o vice-prefeito, Idemar Barz (PSDB), e o secretário de Governo e Ações Estratégicas, Fábio Machado.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome