Pelotas: Festival Cabobu já tem datas confirmadas

As atividades contam com o patrocínio da Natura Musical e contemplam apresentações musicais, debates e oficinas nos três dias do evento. (Foto: Divulgação/Diego Coiro)

O Festival Cabobu, que destaca o tambor de sopapo, instrumento tradicional na sonoridade afro gaúcha e patrimônio imaterial da cidade de Pelotas já tem datas confirmadas. A Festa dos Tambores será realizada entre os dias 21 e 23 de abril e vai reunir grupos de música e dança populares brasileiros, com destaque aos artistas da região sul do Rio Grande do Sul, mostrando e valorizando a riqueza e pluralidade da cultura negra no estado. Todas as atrações têm entrada franca.

Iniciado em 1999 e capitaneado pelo músico Giba Giba, o Cabobu recebeu artistas de destaque da música percussiva nacional, como Naná Vasconcelos e Djalma Corrêa e músicos com forte presença no ativismo da valorização negra nas artes, como Chico César.

Na ocasião, tambores de sopapo foram confeccionados por Mestre Baptista, guardião do saber construtivo do instrumento, e doados a grupos e ONGs para a replicação do conhecimento.

A edição de 2023 homenageia os músicos já falecidos e traz Edu do Nascimento, filho de Giba Giba, como coordenador honorário e José Batista, filho do Mestre Baptista, como coordenador das atividades formativas da mostra. Para Edu do Nascimento, “tocar tambor é um ato de sobrevivência, é o nosso emblema social de ascensão natural, a consciência humana de atitude”.

Confirmado para os dias 21, 22 e 23 de abril, a terceira edição do Festival Cabobu foi selecionado pelo edital Natura Musical, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura do Rio Grande do Sul (Pró-Cultura), ao lado de Dessa Ferreira, Pâmela Amaro, Circuito Orelhas, Gravina DasMina e Feijoada Turmalina, por exemplo. No estado, a plataforma já ofereceu recursos para 39 projetos até 2020, como Filipe Catto, Tem Preto no Sul, Borguetti e Yamandu, Zudizilla, Sons que Vem da Serra e Thiago Ramil.

“Natura Musical sempre acreditou na força da música para mobilizar as pessoas. Para refletir esse propósito e dar espaço à diferentes vozes, a plataforma apoia artistas, bandas e projetos de fomento à cena capazes de amplificar debates como a diversidade, a sustentabilidade e o impacto positivo na sociedade”, afirma Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding.

O mecanismo de fomento do Pró-cultura RS LIC (Lei de Incentivo à Cultura), que possibilita o financiamento da 3ª Edição do Festival Cabobu, realizou em 2022 o aporte recorde de R$ 70 milhões em arrecadação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para a cultura gaúcha, atingindo mais de 180 cidades do estado. O festival conta ainda com o apoio da Prefeitura Municipal e da Secretaria de Cultura de Pelotas.

Serviço

Cabobu – A festa dos tambores, 3ª Edição 

Quando? 21 a 23/04 (sexta a domingo) – diversos horários 

Onde? Largo Edmar Fetter – ao lado do Mercado Central de Pelotas

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome