Árbitro pedro-osoriense conquista escudo da CBFS

Alexandre Rodrigues Orestes, de 39 anos, à esquerda, passou a integrar o quadro de árbitros da Confederação Brasileira de Futsal. (Foto: Divulgação)

Alexandre Rodrigues Orestes, pedro-osoriense de nascimento e cerritense de coração, avançou mais uma etapa na sua vida como árbitro de futsal, integrando o quadro da Confederação Brasileira de Futsal.

Mais conhecido como “ET”, tem 39 anos, é casado e pai de dois filhos. Em 2008, ainda como jogador de futsal, fez o curso pela Federação Gaúcha de Futebol de Salão (FGFS). Ele passou, mas seguiu jogando.

Em 2010, aconselhado pelo árbitro Sandro Brechane, ele abandonou o futsal como jogador e se dedicou ao esporte apitando.

Na função, realizou partidas das categorias de base de Pelotas, estaduais e diversos campeonatos da região. Ele destaca que tem um carinho enorme e se sente muito bem quando apita partidas em Pedro Osório e Cerrito, pois mesmo morando atualmente em Pelotas, é como apitar em casa.

Em 2015, fez seu primeiro jogo adulto pela FGFS, na série bronze, chegando a apitar uma grande final feminina adulta. Em 2019, passou a atuar em muitos jogos da Federação Gaúcha.

Em 2022, depois de muitas partidas e campeonatos importantes, veio à indicação pelo diretor de Arbitragem da FGFS, Elias Luís Machado. Além de Orestes, foram indicados Érico Andrade e Gabriela Souza, que realizaram os testes em Porto Alegre, e foram aprovados, conquistando o escudo da Confederação Brasileira de Futsal.

Orestes agradeceu em primeiro lugar à família, que segundo ele entende as dificuldades da profissão, e a outras pessoas importantes em sua trajetória, como Brechane, Machado e Andrade.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome