Reunião com representantes do comércio debate ações para fortalecer os negócios de Morro Redondo

Foto: Divulgação

Na noite desta quarta-feira (19) no Centro de Eventos Valdino Krause, em Morro Redondo, foi realizada uma reunião idealizada pela vereadora Leticia dos Santos (PSDB) com objetivo de discutir a respeito das necessidades dos comerciantes locais. O encontro contou com a presença do prefeito Rui Brizolara, da vice-prefeita Angélica dos Santos, das vereadoras Maria Augustina Ludtke e Vivian Rickes Rosa, de representantes da sala do empreendedor da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural e Turismo, de analistas de relacionamento ao cliente do Sebrae, de representantes da Associação de Empreendedores de Turismo, e de dirigentes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Morro Redondo e proprietários de vários estabelecimentos do comércio local.

Conforme a vereadora Leticia, “objetivo do encontro foi fortalecer o comércio local, ouvir as demandas, para promover a união do comércio com o poder público e propor alternativas de apoio e incentivo ao ramo de negócios e cada empreendedor”.

A CDL, por intermédio do presidente da Associação de Empreendedores de Turismo, Luis Fernando Neuman, elaborou um questionário que foi respondido pelos empresários do setor urbano e relatou o que foi apontado, “a cidade precisa mais visibilidade, placas, divulgação na mídia, embelezamento com pintura dos meios fios, coleta do lixo todos os dias, enfeites em datas festivas, revitalização das praças, desenvolvimento da arquitetura local, criação da rua do artesanato e doce colonial. Além disso, seria ideal o comércio abrir aos domingos a tarde em que estiver na rua este projeto do artesanato e doce colonial”.

Fabiano Muller, um dos proprietários da Petro Muller Abastecedora e de um comércio de gás, citou que seja criado uma campanha para compras no município. Já Paulo Jorge, da loja Moto Bike Peças, apontou é preciso ter uma conversa com as operadoras de cartões para discutir uma forma de baixar os valores de taxas quando ocorrem parcelamentos, “possuímos um lugar calmo, seguro, devido a proximidade das colônias ao redor do município que optam em vir para cá devido ao fácil estacionamento e por não ter aglomeração de pessoas”.

Rafael Lüdtke, da Lüdtke Negócios Imobiliários, destacou que o ideal seria que os comerciantes tenham acesso ao Serasa para realizar consultas ao consumidor pelos estabelecimentos, já que muitos ainda compram no “caderno”, além disso, também ver ter a possibilidade de dispor de estagiários que atuem no comércio local.

Por fim, foi criada uma comissão que irá se reunir posteriormente para articular ações a serem trabalhadas ponto a ponto, em conjunto com o poder público. O prefeito, vice-prefeita e o gestor de turismo disseram que a prefeitura está analisando uma forma, por intermédio do Sebrae, de estabelecer uma parceria para capacitar o comércio local, junto à sala do empreendedor.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome