Jaguarão, a Cidade Heroica, comemora seus 166 anos de história com muitas conquistas

Município completará 166 anos na próxima terça-feira (23). (Foto: Adilson Cruz/JTR)

Após um período de atribulações, o prefeito de Jaguarão, Favio Telis (MDB), tem um motivo a mais para comemorar o aniversário do município, que completa 166 anos na terça-feira (23). Aliviado com a retirada das acusações que pesavam sobre ele e ameaçavam o seu mandato, ele já planeja alçar voos maiores e anuncia suas pretensões em concorrer à Câmara dos Deputados em 2022. Mas até abril do ano que vem, quando deve entregar a prefeitura ao comando do vice-prefeito, Rogério Cruz (MDB), ele pretende prosseguir firme e forte com os objetivos que, segundo ele, caracterizaram o seu mandato nos últimos cinco anos: oferecer qualidade de vida aos jaguarenses.

Com o apoio da população, que o reelegeu em 2020 com mais de 60% dos votos, ele aponta que a pretensão é dar visibilidade em âmbito nacional a demandas regionais, tais como a construção da segunda ponte sobre o rio Jaguarão, que liga o município, através de Rio Branco, ao país vizinho Uruguai e a reativação da navegação na hidrovia do Mercosul, através da Lagoa Mirim, tanto para o turismo quanto para a economia.

“Nós temos aprovada pelo governo federal a instalação de uma área portuária em Jaguarão, a fim de propiciar na hidrovia o transporte transversal, para municípios como Santa Vitória do Palmar, Chuí, Pelotas, Rio Grande, Porto Alegre, e longitudinal, pois a partir das águas do rio Jaguarão se consegue chegar até o mar e ir para qualquer lugar do planeta”, diz.

Segundo Telis, a hidrovia encurtará distâncias como, por exemplo, entre Jaguarão e Santa Vitória do Palmar ou Chuí, dos atuais 400 quilômetros via rodoviária, para 30 quilômetros pela hidrovia. O principal entrave para a reativação, segundo o prefeito, está na dragagem das lagoas, com aumento de calado do sangradouro do canal São Gonçalo e do próprio rio Jaguarão. Para o prefeito, as perspectivas atuais para que este projeto saia do papel são otimistas.

Atual presidente do Comitê Binacional dos Prefeitos e Intendentes do Brasil e Uruguai, Telis e o prefeito de Rio Branco, Christian Morel, gestionam junto aos governos federais dos países, juntamente com os senadores Luiz Carlos Heinze (PP), do Brasil, e Sergio Botana, do Uruguai, embaixadas dos dois países, ministérios da Infraestrutura brasileiro e dos Transportes do Uruguai, a concretização desta demanda, que irá impulsionar o transporte de navegação pela hidrovia aos dois países. Conforme Telis, a hidrovia não irá comprometer nenhum outro tipo de transporte, como o rodoviário, por exemplo, pelo contrário, irá agilizar a economia, reduzir custos destes modais e gerar novos empregos e renda na região.

Outro tema regional que irá impactar a vida de municípios como Jaguarão, Arroio Grande, Pedras Altas, Aceguá e Pedro Osório é a construção da ponte sobre o canal São Gonçalo, ligando a localidade de Santa Isabel, em Arroio Grande à BR-392, encurtando distâncias em direção a Santa Vitória/Chuí e especialmente, ao porto de Rio Grande. “Esta é outra demanda regional de décadas, que precisa ser tirada do papel”, salienta.

Para Telis, tratar das questões regionais é fundamental para os municípios crescerem juntos. Recentemente, ele também foi eleito vice-presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs). “Jaguarão precisa crescer junto com a região”, diz, referindo-se não apenas à integração com o país vizinho, o Uruguai, mas com todos os municípios da Zona Sul. “Precisamos nos prestigiar mais, levar nossa população a participar em expofeiras e eventos dos outros municípios da região para crescermos juntos e não ficarmos esquecidos”, afirma.

Entre as dificuldades que precisam ser superadas pelos municípios, conforme Telis, está a de representatividade política junto ao Poder Legislativo federal. “Nossos governos federais, de Brasília e Montevidéu, por vezes são míopes em relação às cidades de fronteira, mais afastadas da capital, e nós é que temos que chamar a atenção, mostrar o nosso potencial”, diz.

Telis projeta outros investimentos no município também com recursos próprios, possibilitados devido à boa saúde financeira. (Foto: Adilson Cruz/JTR)

No cenário local, o prefeito destaca avanços em todas as áreas do município nos últimos cinco anos, desde a saúde, que aponta como prioridade no seu governo, passando pela educação, infraestrutura, economia, assistência social, turismo, entre outros. “Como médico, não poderia deixar de priorizar a área da saúde, com ênfase às melhorias no hospital, que hoje é referência regional, e queremos continuar melhorando para fazer com que a população precise sair o menos possível de Jaguarão para realizar tratamentos e terem atendidas as suas necessidades”, destaca.

Na área social, o prefeito conta que, através dos diversos programas, a Secretaria deu ênfase a programas sociais que envolvessem especialmente aqueles públicos mais necessitados, tais como, as crianças, idosos, gestantes, pessoas em vulnerabilidade. “Temos programas e projetos sociais que funcionam muito bem e que cresceram muito nestes últimos cinco anos”, ressalta.

Pavimentação também foi realizada rua Pedro Frederico Rache. (Foto: Francisco Antunes/Prefeitura de Jaguarão)

A educação também foi atendida, com investimentos na capacitação dos professores e em equipamentos e softwares, tornando as salas de aula um local mais confortável, para professores e alunos. Segundo Telis, a rede municipal de Jaguarão possui, ao todo, cerca de três mil alunos e professores, atendidos em 100% com transporte escolar.

Além disso, o município possui convênio com todas as universidades presentes no município, seja fisicamente ou em ensino à distância (EAD), diz o prefeito, proporcionando estágios nas áreas da Educação, Saúde, Assistência Social, Cultura e Turismo o que, segundo ele, ajuda a qualificar a formação dos estudantes e os atendimentos nestas áreas.

“A vinda das universidades para o município é recente e estamos aprendendo esta relação com as universidades, que são parceiras, para poder atender melhor a comunidade, o que está evoluindo e deve continuar ao longo do tempo”, aponta.

Ele ressalta, ainda, que por ser um município agropecuário, o atendimento ao produtor rural, tanto ao pequeno, quanto ao médio e grande, não foi esquecido. “Temos quase dois mil quilômetros de estradas rurais e chegamos a quase 100% na qualificação e melhoria destas estradas”, diz.

Segundo ele, o produtor se esforça no que pode da porteira para dentro e o município o atende da porteira para fora, com estradas qualificadas, o que melhora o escoamento da produção e torna mais barato o frete e a compra de insumos.

O produtor é atendido também através de patrulha agrícola, extensão rural, troca-troca de sementes, calcáreo, entre outros. “A Feira da Agricultura Familiar dentro do Mercado Público é referência, com 50 produtores que oferecem produtos diretos da horta, o que atende a comunidade com produtos de qualidade e gera renda”, diz.

Mas os principais geradores de empregos ainda são o município, o setor privado, especialmente o comércio, e o Estado, que está presente através das escolas, Brigada Militar, Ministério Público, Receita e Quartel. Isso, segundo o prefeito, fortalece o orçamento do município, faz o recurso circular e oferece oportunidades à população.

“Nestes cinco anos, programamos e planejamos uma cidade ainda melhor para as pessoas, em que fossem pensadas as questões da saúde, social, e obviamente a econômica, que é tão ampla, e estamos empenhados em continuar melhorando cada vez mais”, diz.

O desenvolvimento econômico do município, aponta Telis, depende ainda da atração do turista, tanto para compras, quanto para prestigiar a área cultural e o patrimônio, que é riquíssimo. “O turista que vier a Jaguarão precisa saber que há outros atrativos além das compras, seja pela receptividade, hotelaria, restaurantes, free shops também do lado brasileiro, orla maravilhosa com um rio lindo, ponte das mais belas do mundo, museus, igreja Matriz, teatro, todos abertos à visitação”, diz.

Unidade Básica de Saúde Dr. Rudy Walter Kussler (UBS Kennedy) passou por obras de requalificação. (Foto: Francisco Antunes/Prefeitura de Jaguarão)

Ele destaca, entre as atrações, ainda, a rua XV de Novembro, só de portas em madeira nobre, entalhadas a mão, tombadas pelo patrimônio público e também o hospital, que também é tombado e possui arquitetura preservada. Entre os projetos futuros da administração, está a compra de um ônibus para promover passeios turísticos dentro do município e também às atrações do país vizinho, fomentando o turismo binacional.

“É uma honra gigantesca poder ser prefeito reeleito de uma cidade histórica tão representativa, com um significado tão importante para o Rio Grande do Sul e Brasil desde a sua formação. Como o próprio título carrega, de Cidade Heroica, constituída por pessoas que lutaram para construir uma cidade que tanto nos orgulha”, diz o prefeito.

Pensando em oferecer uma melhor infraestrutura ao turista e especialmente à comunidade local, Telis conta que a prefeitura investiu e deve continuar investindo na requalificação dos espaços públicos, com obras de pavimentação, áreas de convivência em bairros e acessibilidade. Os investimentos vêm de recursos próprios, emendas parlamentares, entre outros.

Bairro Kennedy recebeu obras de asfaltamento. (Foto: Francisco Antunes/Prefeitura de Jaguarão)

“O caixa do município nos permite estar bem tranquilos quanto à situação financeira, vamos fechar o ano com grandes investimentos, como o de R$ 1,5 milhão de pavimentação, que se encontra em fase de licitação, e mesmo assim com dinheiro em caixa”, projeta.

Ele anuncia, ainda, a aprovação do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), com recursos de R$ 19 milhões, sendo R$ 15 milhões para pavimentação e R$ 4 milhões para habitação. A assinatura do contrato com a Caixa será no mês de dezembro. “Vamos continuar investindo em todas as áreas, que são importantes, no seu conjunto, à população”, afirma.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome