Mototaxistas realizam protesto em Jaguarão

Protesto ocorreu na quarta-feira (19) (Foto: Juliana Lima/JTR)

Em repúdio às normas discutidas com a Prefeitura e Câmara de Vereadores de Jaguarão, mototaxistas realizaram protesto na quarta-feira (19).

Segundo eles, durante uma reunião ocorrida na terça-feira (18), no prédio do Executivo com a presença do prefeito Fávio Telis (MDB), secretário da Fazenda, Carlos Pereira, vereador Luis Veleda (MDB), secretário adjunto Fabiano Soares, diretor de departamento da TI, Diego Coronel Gonzalez, e representantes dos pontos de mototáxis Ligeirinho, Parceria, Central, Caixa Econômica e Revedine, foram tratados assuntos referentes à classe, como diferenciar os profissionais mototaxistas e entregadores, além de possuir moto com menos de dez anos na cor amarela, entre outros.

Indignado, o mototaxista José Luís Rodrigues, que trabalha na área há mais de 10 anos, ressaltou que a classe não quer prejudicar ninguém, mas também não quer ser prejudicada. “Em meio à pandemia que estamos vivendo, com a queda das nossas corridas, eles querem impor isso tudo para nós. A reunião com o prefeito não foi comunicada para todos e isso foi um erro, pois deveria ter sido estendida para toda a classe”, disse.

Ainda, ele argumentou que proibir de realizar entregas à noite irá prejudicar centenas de famílias. “Qual o problema em durante o dia ser mototáxi e à noite, para aumentar a renda familiar, ser entregador?”, falou.

Em publicação, Veleda explicou que a reunião foi realizada tendo em vista um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) e uma notificação do Ministério Público, de julho de 2020, exigindo a regularização do serviço de mototáxis e moto serviço no município, com base na Lei º 5.898, de 2014.

“O objetivo do encontro foi: dizer a classe de trabalhadores dos mototaxistas que não há nenhuma decisão da gestão municipal no sentido de aplicar a regularização da lei considerando o tempo de pandemia que estamos atravessando; informar que conforme demanda da categoria o curso de condutores de pessoas para mototaxistas está sendo realizado em Jaguarão, não mais necessitando ir a Pelotas para esta habilitação; apresentar à categoria a proposta de registro na plataforma Alvará Web (sem custo algum) com o objetivo de cadastrar os mototaxistas e moto serviço em atividade para que quando a legislação for aplicada, tenham comprovação da atividade neste serviço”, explanou o vereador.

A orientação é para que os profissionais acessem o site da Prefeitura e realizem o cadastramento, no intuito de identificar-se como trabalhador na atividade.
Conforme a gestão municipal, a regulamentação da lei, quando for feita, terá como objetivos principais a valorização do trabalho dos mototaxistas e a segurança dos usuários.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome