Jaguarão: Sociedade Independente Cultural comemora 37 anos

A SIC vem se destacando por realizar na fronteira, eventos com artistas e escritores do Brasil, Uruguai e Argentina. (Foto: Freepik)

No dia 16 de fevereiro, a Sociedade Independente Cultural (SIC) comemorou mais um ano de atividades em Jaguarão. Criada em 1987, a SIC atua em diversas atividades culturais tanto como parceira quanto como organizadora de eventos conhecidos.

É uma Associação Cultural sem fins lucrativos que promove ações de cunho cultural e de integração entre Brasil e Uruguai. A SIC vem se destacando por realizar na fronteira, eventos com artistas e escritores do Brasil, Uruguai e Argentina fomentando a cultura e a interação entre os países.

É uma entidade que, mesmo sem grandes recursos financeiros e patrimônio, vem se destacando por meio de diversos eventos culturais.

É promotora de projetos como Jaguararte (desde 1992), Coral Independente (se manteve até 1990), o grupo Cênico Contranestesia (até 1996), no qual a peça “Nuestra América” ficou entre os cinco melhores trabalhos do teatro amador do RS em 1995; os tradicionais Seminários Sócio-Culturais (década de 1990) , o “Canto do Jaguar”, no qual foi lançado um CD do 2º Canto (1º CD de um evento de Jaguarão), a Feira Alternativa de Literatura e Arte da Fronteira (FALA), manutenção da Biblioteca de Periódicos Americanos junto a sua sede, além de outras atividades e eventos avulsos, sempre no sentido de difundir a cultura nas suas mais variadas manifestações.

Em 2021, foi produzido o filme “Fronteriz@s”, longa envolvendo cinco curtas, em parceria com o Movimento Fronteras Culturales, através de recursos da Lei Aldir Blanc, envolvendo cinco cidades da fronteira Brasil/Uruguai.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome