Cerrito: Vereadores trabalham na busca por recursos para o município

Presidente da Câmara de Vereadores, Pablo Torres da Rosa (PTB) destaca a busca de emendas pelos parlamentares da Casa Legislativa, cujo valor chega a R$ 5 milhões nos últimos 5 anos. (Foto: Adilson Cruz/JTR)

Mais do que fiscalizar as ações do Executivo, em grande parte dos municípios os vereadores trabalham ao lado do prefeito, seja na busca por recursos ou outros benefícios às comunidades em que estão inseridos. Em Cerrito não é diferente.

Com maioria na Câmara, o prefeito Douglas Rodrigues da Silveira (PP) conta com a parceria dos nove parlamentares, que se tornaram verdadeiros “garimpeiros” de emendas parlamentares, o que resultou no equivalente a R$ 5 milhões nos últimos cinco anos, sendo R$ 1,4 milhão apenas neste ano, de acordo com o presidente da Câmara, o vereador Pablo Torres da Rosa (PTB).

Segundo o parlamentar, os recursos foram importantes para o desenvolvimento do município e aplicados nas áreas da Saúde, Infraestrutura, Educação, Esporte e Lazer, entre outras. Além das emendas, o que contribuiu nesses últimos anos para a mudança no visual do município foi o Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), obtidos através da Caixa Econômica Federal (CEF).

“Foram aproximadamente R$ 7 milhões aplicados no município”, diz o vereador destacando a importância da Casa na aprovação destes recursos. Segundo ele, somados às emendas, houve um avanço de praticamente R$ 11 milhões no último mandato, o que contribuiu para este desenvolvimento do município.

Ele ressalta, ainda, a importância da retomada das obras da ERS 706, trecho de aproximadamente três quilômetros na entrada da cidade, com expectativa de entrega até o final do ano, em parte mérito também da pressão feita pelos vereadores.

“A Câmara sempre foi em busca desta obra, que integrou a luta de vários vereadores, um sonho antigo, fruto de mais de 15 visitas ao Daer (Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem) e Secretaria de Obras do Estado, e que vai melhorar o acesso ao município”, ressalta.

Rosa está em sua terceira legislatura na Câmara e atuou como presidente em todas elas. A atual composição da Casa é integrada por quatro vereadores do Partido Progressistas (PP), dois do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), um do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), um do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e um do Movimento Democrático Brasileiro (MDB).

“Este ano implantamos pela primeira vez a transmissão das sessões, feita através da Rádio Play Web, sem qualquer ônus para a Casa”, diz o presidente. No momento, as sessões são realizadas online, mas em breve devem retornar ao presencial.

Segundo o presidente, tramita na Câmara processo administrativo para a locação de um prédio, no Centro da cidade. A mudança deve ocorrer na primeira semana de novembro e se faz necessária devido ao local – um prédio da Viação Férrea cedido em comodato para a Prefeitura – não apresentar estrutura adequada para abrigar os parlamentares. (Foto: Luciara Schneid/JTR)

Segundo ele, tramita na Câmara processo administrativo para a locação de um prédio, localizado na rua Maria Gomes, nº 35, no Centro da cidade. A mudança, conforme Rosa, deve ocorrer na primeira semana de novembro e se faz necessária devido ao local – um prédio da Viação Férrea cedido em comodato para a Prefeitura – não apresentar estrutura adequada para abrigar os parlamentares, que não têm salas individuais. Além disso, o prédio necessita de reparos e adequações. “Nossa expectativa é de que até o dia 15 possamos retornar às sessões presenciais com transmissões ao vivo”, diz.

As sessões ocorrem sempre às segundas-feiras às 18h30. Mas o grande sonho ainda está um pouco distante: a compra da sede própria. “Nosso objetivo este ano é comprar ao menos o terreno”, afirma.

O presidente destaca que em 2020, por causa da pandemia, a Casa abriu mão de quase R$ 250 mil do seu orçamento para que a Prefeitura pudesse investir em várias áreas no município. De acordo com ele, este valor seria suficiente para a compra de um terreno e encaminhamento de mais da metade da obra.

“Este ano, pretendemos solicitar ao Executivo os 7% sobre o orçamento, que a Casa tem direito, e dar início ao processo de compra e execução de um prédio”, projeta.

O vereador ressalta que mesmo com o orçamento reduzido, a Câmara conseguiu economizar ao máximo, e adquiriu mesas novas individuais juntamente com púlpito, para dar maior visibilidade às sessões e reuniões. Também foram adquiridos novos equipamentos como mesa de som, microfones e pedestais para a maior qualidade das transmissões. “O serviço, realizado gratuitamente pela Rádio Play Web, ajuda a comunidade a acompanhar melhor os trabalhos do Legislativo”, diz.

Além disso, foi criada este ano página específica da Câmara, para dar maior divulgação ao trabalho dos vereadores.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome