Presidente da Câmara de Capão do Leão aposta em grandes mudanças no município nos próximos quatro anos

Presidente Paulo Renato Miranda com a primeira secretária, Fernanda Ribeiro, e vice-presidente Edimar Barros, o Thyzyu (Foto: Adilson Cruz/JTR)

Capão do Leão vive um momento de diálogo franco e aberto entre o Executivo e o Legislativo, o que na opinião do presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Renato Miranda, deve reverter em excelentes resultados para a população e uma grande mudança no município daqui a quatro anos. “A minha expectativa em relação à gestão do prefeito [Vilmar Motta] Schmitt é de 100% realizável revertido para a comunidade”, aposta.

Segundo ele, mesmo com a pandemia e número limitado de funcionários muito já foi feito, com projetos de calçamento do Executivo para várias ruas da cidade no primeiro ano de mandato e abertura, em breve, de frente de trabalho para a realização destas obras. “Do segundo para o terceiro ano, a cidade irá se transformar num canteiro de obras”, diz.

Para Miranda, o prefeito iniciou seu mandato com o pé direito, pois já nos primeiros dias colheu os resultados de uma demanda de 35 anos: o recapeamento pelo Estado dos quase dois quilômetros de extensão da avenida Doutor João Feliciano Xavier, na entrada do município, importante via de acesso ao Centro da cidade. “As negociações iniciadas em 2017 por um antigo vereador tiveram o apoio do secretário estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, para sua concretização no mês de janeiro deste ano”, comenta.

O presidente defende o melhor aproveitamento dos recursos federais, destinados ao município através de emendas, para que não precisem ser devolvidos na hora da prestação de contas por erros de execução, prazos não cumpridos ou falta de contrapartida da Prefeitura. Ele cita o caso do Ginásio Municipal, fechado desde 2013, que teve a aplicação de quase R$ 1 milhão em recursos, somente na tentativa de sua reabertura. “Na gestão passada nós devolvemos ao banco em torno de R$ 6 milhões em recursos, entre valores do ginásio, duas creches, fossas sépticas, academias, e para que isso não aconteça é preciso que haja uma mudança no sistema”, afirma.

Segundo Miranda, nesta gestão, isso deve mudar, já que foi montada pela área de projetos uma equipe de técnicos da Prefeitura que será acompanhada por um funcionário da Caixa até o final de cada projeto.

Uma das suas maiores preocupações é buscar investimentos urgentes para a criação de creches no município, para que estas instituições tenham uma estrutura adequada, com banheiros, áreas de lazer, e não se limitem ao confinamento de crianças. “O Governo te manda dinheiro, mas temos que ter pessoas habilitadas para que estes recursos sejam bem aplicados”, ressalta. Além disso, estas creches devem cumprir efetivamente o seu papel, que é o de receber os filhos de pais que não têm onde deixá-los em horário de trabalho.

Ele aponta, ainda, outras falhas de gestão que não podem ser toleradas, como a grande quantidade de medicamentos vencidos em 2019, material hospitalar, equipamentos não utilizados na farmácia básica, segundo ele, herança da administração anterior.

Gestão
Entre os compromissos da sua gestão na Câmara está a redução de gastos. O presidente cita a realização recente de licitação para redução das despesas com telefone, apenas lamenta a burocracia que envolve o processo e dificulta sua aplicação. Ele explica que através da adoção de um plano oferecido por uma operadora, será possível fornecer telefones em comodato para vereadores, assessores e funcionários, sem pagar o aparelho e com custo de um minuto em ligações, o que irá reduzir substancialmente os gastos por telefone.

Na atual gestão, Miranda tem ao seu lado os vereadores Edimar Barros, o Thyzyu, como vice-presidente, e Fernanda Ribeiro, como primeira secretária, ambos em sua primeira legislatura e que estão comprometidos com o trabalho em favor do desenvolvimento do município.

Conforme Fernanda, que além de ser a única mulher no parlamento, é também a mais jovem entre os vereadores, a expectativa de fazer um bom governo é muito grande. “Vivemos um momento difícil de pandemia, mas com grande vontade de trabalhar e mostrar um bom trabalho para que a população continue apostando na juventude e na renovação”, destaca. Ela afirma que está disposta a ajudar o prefeito nas causas pertinentes e por isso acredita que a construção e o debate são importantes para o município crescer e se desenvolver. “Nem tudo é destrutivo, precisamos de debates construtivos”, comenta.

Conforme Barros, que foi oposição ao atual governo na eleição, ele irá cumprir o que prometeu nas ruas, de apoiar o prefeito, independente de quem vencesse. “Essa fala não pode ficar apenas no discurso ela precisa estar na prática, e nestes quatro anos quero dar minha parcela de contribuição à comunidade”, diz. De acordo com ele, se colocou à disposição e quer ajudar o prefeito a levar o município a se desenvolver. Através de suas ligações com integrantes dos governos estadual e federal, independente de partidos, pretende contribuir na busca de emendas e recursos para o Capão do Leão.

Com uma renovação de mais de 70% entre os 11 vereadores de seis partidos (MDB, PP, PT, PTB, PDT e PSD), na legislatura 2021-2024, a Câmara funciona em expediente normal, de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, com um grupo efetivo de funcionários. Três vezes por semana, uma empresa terceirizada realiza a higienização da Casa. As sessões plenárias são realizadas, por meio online, às terças e quintas-feiras, a partir das 8h30.

De acordo com Miranda, foi disponibilizado o equipamento necessário e realizadas as devidas atualizações de sistema para que todos possam trabalhar de casa. “O cronograma de distanciamento está sendo cumprido rigorosamente, conforme determinação dos governos do Estado e Município”. Ele vê como positiva a disposição da maioria dos vereadores, mesmo os de oposição, em apoiar o Executivo em decisões que visem o desenvolvimento do município.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome