Canguçu: Dois investigados são presos pelo crime de violência doméstica

Operação Mulher Segura prende investigados. (Foto: Polícia Civil)

Nesta sexta-feira (24), a Polícia Civil realizou a Operação Mulher Segura. Durante a ação, dois investigados são presos pelo crime de violência doméstica e descumprimento de medidas protetivas em Canguçu. As investigações apontaram que os suspeitos estavam realizando ameaças contras as vítimas.

Caso 1

Em uma das investigações, a vítima relatou que teve um relacionamento com o acusado por aproximadamente dois anos e meio. Durante o período que ficaram juntos, ele batia nela repetidas vezes, quebrou seu celular e a ameaçou de morte diversas vezes.

Após elaborar a ocorrência e solicitar as medidas protetivas, o agressor ainda continuou perturbando a vítima. Em uma das perturbações, ele parou o carro no meio da rua e começou a chamá-la de apelidos obscenos. Diante dos fatos, o Delegado de Polícia representou pela prisão preventiva do investigado, o qual foi preso nesta sexta (24).

Caso 2

No segundo caso, a vítima relatou que estava com o investigado há quase dois anos e sofria reiteradas violências domésticas. Certa vez, de acordo com a Polícia Civil, o agressor chegou em casa bêbado e drogado e começou agredi-la na frente da filha de um ano.

Após romper o relacionamento abusivo, o agressor esteve no trabalho da vítima e disse que iria matá-la. Além disso, gritou que se ela não fosse dele, não seria de ninguém. Por fim, o agressor disse que a nova moradia dela seria no cemitério. Diante disso, o Delegado solicitou a prisão preventiva do investigado e ela foi executada.

Prisões

Os agressores já tinham diversos antecedentes criminais, incluindo tráfico de drogas, roubo, lesões corporais e ameaças. Durante a operação e o cerco policial, um dos investigados ainda tentou fugir e resistiu a prisão, contudo ele foi contido pelos policiais civis.

Os procedimentos rotineiros foram realizados na Delegacia de Polícia e os presos foram encaminhados para o Presídio Estadual de Canguçu.

*Com informações da Polícia Civil

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome