Celebração das tradições: Festival da Cultura Pomerana e Alemã encanta Canguçu

O Festival da Cultura Alemã e Pomerana, o Festcap ocorre anualmente no Ginásio Municipal de Esportes Conrado Ernani Bento. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Canguçu)

Canguçu é um município rico em diversidade cultural por conta dos diferentes povos que cultivam as mais variadas tradições. Para contemplar toda essa heterogeneidade cultural, o município conta com alguns festivais em seu calendário. Um deles é o Festival da Cultura Alemã e Pomerana, o Festcap, que ocorre anualmente no Ginásio Municipal de Esportes Conrado Ernani Bento.

A história deste Festival surge através de uma conversa por volta dos anos 2000 entre o então secretário de Educação, Basílio Barbosa, junto com a diretora da Escola Carlos Moreira, Aizel Dastum. A região onde ficava localizado o educandário, no Canguçu Velho, era predominantemente de alunos cuja origem era pomerana.

A conversa aconteceu ao longo de um outro Festival, a Ciranda Estudantil Nativista, a Ciena, que contempla a tradição gaúcha. Lá, a dupla começou a perceber que os alunos de origem pomerana e alemã nem sempre se destacavam no evento, tendo em vista que não era algo fortemente presente na cultura deles e que por isso deveriam criar um outro Festival que abrangesse essas culturas. Foi, então, que surgiu a ideia de construir um Festival para preservar e valorizar a cultura pomerana e alemã dentro do município.

Logo em seguida, o projeto foi tirado do papel e se tornou realidade. Desde então, já são 18 edições do Festival. No início, a organização era realizada pelos próprios professores, coordenadores e diretores de escola junto com a Secretaria Municipal de Educação.
Com o passar dos anos, houve uma mudança e o Festival foi se tornando cada vez maior, com números expressivos de participações de escolas e público presente. De acordo com a Prefeitura, são mais de 1 mil alunos participantes em diferentes modalidades da competição, seja na dança, no canto, no artesanato, entre outras atividades, e o público espectador aumenta a cada ano.

O JTR conversou com Lizane Ledebuhr, chefe do Departamento de Cultura da Secretaria Municipal de Educação, Esportes e Cultura, que comentou sobre a emoção que o evento causa na comunidade. “Acredito que não só eu, mas muitas, muitas pessoas, muitos canguçuenses, na hora de entrar no ginásio para participar, para assistir o Festcap com certeza se arrepia porque é uma festa muito linda e é um povo humilde, trabalhador e eles vêm com toda a família. Vamos dizer assim, é um evento que agrega desde a criancinha menor até um vovôzinho, porque é característico nosso”.

A importância do Festival vai além da representatividade cultural, influenciando também diretamente na economia local. “A relevância também se dá pela movimentação financeira, comercial no nosso município, porque envolve uma gama de coisas. Envolve costureira, tecido, sapatos, penteados, meias, e é um grupo grande que vem participar. Então, é um envolvimento que mexe também no nosso comércio, uma mexida positiva”, conta Lizane.
A organização do Festival é complexa e abrange diversas entidades e pessoas. Atualmente, o evento é custeado pela Lei Rouanet, com a parceria do grupo Bauer-Krais, responsável pela captação do recurso, Secretaria de Educação, e patrocinio da CEEE Grupo Equatorial Energia, entre outros. O Festival conta com dois palcos para apresentações paralelas e ainda uma praça de alimentação. São mais de 30 escolas participantes. A programação inclui uma variedade de categorias, como trabalhos manuais, canto, poesia, danças e culinária.

Para esta 19ª edição, a chefe do Departamento de Cultura comenta sobre algumas das atrações. “Temos as categorias, as modalidades de trabalho manual, canto, poesia, grupos de danças, tradicionalistas e coreográficos. Teremos também a Mostra Culinária, uma mostra de desenhos que foram feitos por alunos e já estão sendo enviados lá para a Secretaria, que nós vamos expor”.

Este é o segundo ano em que o Festival ocorre durante as festividades de aniversário do município. A expectativa é que supere o ano passado em público e escolas participantes.
Guilherme Ellwangue é instrutor de danças e ensaia cerca de 13 grupos de diferentes escolas para o Festival. Ele conta que começou a ensaiar alunos para o Festcap em 2017 e, desde então, não parou mais. Além disso, o instrutor ressalta que a cada ano que passa o evento parece crescer cada vez mais. “Todos os anos tivemos experiências maravilhosas em relação ao Festival, pois a cada ano que passa sinto que o nível está aumentando com belíssimas apresentações, preparações com cenários, adereços e novos trajes”.

Ellwangue reforça que o Festival estimula não só a valorização da cultura, mas também fomenta o aperfeiçoamento e a disciplina, uma vez que as apresentações e a competição atingem cada vez mais um alto nível. “O Festcap é um dos maiores eventos que hoje temos em Canguçu e sinto-me feliz e honrado de poder levar muitos alunos para participar. O evento instiga o melhor que podemos buscar em cada um. Na minha área, não trabalhamos somente dança, precisamos instigar o objetivo de participar da melhor forma possível, buscamos disciplina, concentração e aperfeiçoamento para tudo dar certo”.

Para 2024, o instrutor possui boas expectativas. “Tenho certeza que será um belíssimo evento e, principalmente, com muitas atrações para nossa comunidade canguçuense. Em relação aos meus grupos de dança, quero que cada um faça o seu melhor, com objetivo de encantar e valorizar nossas raízes e tradições. No ano que vem, o evento completará os seus 20 anos e tenho certeza que cada vez mais Canguçu ganhará com este evento, não somente em atrações, mas em relação ao turismo”.

Ellwangue finaliza que é preciso compreender a importância dos eventos culturais para a valorização e expensão do município, mostrando a riqueza cultural presente em Canguçu.
Em suma, o Festcap é um testemunho vibrante da resiliência e do espírito colaborativo de Canguçu – um evento que celebra o passado enquanto constrói um futuro próspero e mais agregado entre as diferentes culturas.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome