Poder Executivo de Arroio Grande solicita melhorias de serviço à diretoria da CEEE

Reunião ocorreu na terça-feira (10) (Foto: Victória Salomão/Prefeitura de Arroio Grande)

Na terça-feira (9), o prefeito Ivan Guevara e o vice Casca Silva compareceram na diretoria da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) em Porto Alegre, para buscar melhorias no serviço prestado em Arroio Grande. Nas últimas semanas, por diversas vezes o Poder Executivo leva demandas à companhia, com base em reivindicações da comunidade. A principal finalidade da visita na capital foi a de garantir que as tratativas em andamento e protocoladas estejam incluídas no contrato de licitação da privatização da CEEE, que tem o leilão previsto para o dia 31 de março.

Ivan, Casca Silva e a Coordenadora Geral de Administração e Governo Roseane Guevara foram recebidos pelo Diretor Administrativo Lúcio do Prado Nunes, que esteve atento às solicitações e enfatizou estar comprometido com o desenvolvimento de Arroio Grande e da região sul como um todo.

Entre as demandas levadas pelo prefeito, estão melhorias no ramal de média tensão e instalação de nova unidade de transformadores nos circuitos do Distrito de Santa Isabel, visto que aproximadamente 600 famílias residem no distrito e sofrem frequentemente com quedas de energia; aumento da capacidade energética com melhoria dos ramais de média tensão, para viabilizar instalações de novas empresas e diminuir o intervalo feito pelo caminhão que presta serviço de poda.

Sobre a questão da capacidade energética, Ivan justificou que isso é caráter urgente, uma vez que as famílias dos assentamentos e demais localidades da zona rural estão tendo prejuízos diretamente ligados à falta de energia, que acarreta, entre outras consequências, a falta de irrigação nas plantações. O vice Casca mencionou os problemas de Santa Isabel relacionados à energia elétrica e como esses gargalos, em geral, acabam prejudicando não só a vida das pessoas, mas o desenvolvimento econômico.

“Nos falta capacidade enérgica para instalar empresa em Arroio Grande. Precisamos de uma avaliação técnica para ver qual, afinal é o problema, para colocar no protocolo da empresa que irá assumir a licitação e, assim, garantir que ela assuma essa responsabilidade com nosso município”, explicou Casca.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome