Mudanças no PDT agitam o cenário político em Arroio Grande

Presidente do PDT e vereador José Luiz Kosby (Foto: Rafael Viana/JTR)

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) de Arroio Grande, prepara-se para participar das eleições desse ano para o Executivo e Câmara Municipal de Vereadores. Colocando-se como oposição a atual gestão, o partido tem passado por reformulações em sua estrutura política e nos últimos dias as informações da expulsão do vereador Alexandre Cardozo (Leleco) e Itamar Botelho (Capenga) repercutiram de maneira significativa na mídia local e nos bastidores da Câmara de Vereadores.

O presidente da sigla e vereador José Luiz Kosby fez questão de esclarecer que os dois vereadores foram alvo de um processo interno e em concordância com as normas estatutárias do partido. Ainda procurando esclarecer os fatos, Kosby destaca que os vereadores não foram alvo de sanções por conta da votação de projetos a favor do Executivo, como no caso do projeto Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), que autorizou o Executivo a obter financiamento para obras estruturais no município que tramitou na Câmara, mas sim por se comportarem de maneira contrária a uma determinação do diretório quanto à votação da presidência da Câmara.

Após os fatos apurados foi emitido um parecer pela comissão de ética do partido optando pela expulsão dos vereadores. O Partido Democrático Trabalhista possui cerca de 1,9 mil filiados em Arroio Grande e constitui-se em uma das forças políticas de Arroio Grande.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome