Temporal causa estragos na região

Temporal causou transtorno em Arroio Grande. (Foto: Rafael Viana/JTR)

Por Ester Caetano, Daniel Batista, Juliana Lima e Rafael Viana

O temporal iniciado na madrugada desta quarta-feira (8) atingiu municípios da Zona Sul, causando a queda no fornecimento de energia para 50 mil clientes, segundo informações da CEEE Equatorial. Os municípios mais atingidos no estado são Rio Grande, Jaguarão, Arroio Grande, Pedro Osório, Erval Grande, Tramandaí, Imbé, Capão da Canoa, Candiota e Pinheiro Machado. Em todo o estado são 111 mil clientes.

Em Jaguarão, chuvas e ventos de 60 km/h foram o suficiente para causar alguns estragos.
Segundo a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, que estão trabalhando no auxílio das famílias, até o momento, os dados mostram duas casas destelhadas; uma queda de árvore, que danificou três veículos na região de Porto Seco, os carros não estavam ocupados e por esse motivo não deixou feridos. Além de, uma árvore caída em via pública na Mena Barreto e queda de poste no Cerro da Pólvora. As equipes segues trabalhando no levantamento dos dados.

Ventos causaram destelhamento de casas em Jaguarão. (Foto: Juliana Lima/JTR)

A cidade vizinha de Rio Branco, no Uruguai, também sofreu alguns estragos, foram árvores derrubadas, casas destelhadas, galpões com os telhados arrancados e falta de energia.

Arroio Grande também sofre com transtornos causados pelo temporal

Desde o início da manhã, a equipe da Defesa Civil Municipal está atuando no atendimento às residências que registraram problemas estruturais.

Entre os problemas ocasionados pelo temporal, foi registrada falta de energia elétrica, que de maneira gradativa vai sendo restabelecida. Além disso, houve a queda de uma das sinaleiras na região central da cidade, o que demanda aumento da atenção no trânsito e 13 residências com ocorrência de destelhamento, que já foram atendidas pela Secretaria Municipal de Trabalho, Habitação e Desenvolvimento Social. Qualquer problema pode ser reportado para a pasta através do telefone (53) 3262-5005.

Pelotas

Em Pelotas, choveu mais da metade dos milímetros esperados para o mês inteiro, com as rajadas de vendo entre 70 e 80 km/h nesta quarta-feira a SQA registou queda de cindo árvores. Uma na avenida Bento Gonçalves, na avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, outra na rua Magda Costa (Areal) e duas no Laranjal. As que caíram nas avenidas foram retiradas do local e nenhuma pessoa foi atingida. Além das arvores, cinco pontes foram interditadas, na zona rual, devido as aguas dos arroios que subiram e cobriram a passagem. Os distritos afetados foram o 7º, 8º e o 9º.

Queda de árvore interrompeu trânsito na avenida Dom Pedro I, no Fragata. (Foto: Adilson Cruz/JTR)

CEEE trabalha para restabelecer energia

Em nota, a companhia afirmou que está trabalhando para restabelecer o serviço e forneceu recomendações. “Em suas casas, principalmente as que tiverem sido destelhadas, o cliente deve evitar contato com a fiação elétrica solta nas ruas, que pode estar energizada. Em situações como esta, de outros cabos caídos, de galhos ou de árvores próximos à rede, a orientação é entrar em contato com a concessionária, pelo telefone 0800-721-2333”, declarou.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome