Turuçu: Professores reivindicam pagamento do Piso Nacional do Magistério

O protesto aconteceu em frente a Prefeitura na quinta-feira (10). (Foto: Reprodução)

Na quinta-feira (10), professores de Turuçu realizaram uma manifestação em frente a sede da Prefeitura Municipal para reivindicar o direito ao Piso Nacional do Magistério. Também foi realizada uma reunião com o prefeito Ivan Scherdien (PP), a secretária de Educação e representantes do Sindicato de Professores do Município. 

Segundo a professora de geografia Margarete Casarin, o movimento foi marcado com objetivo de cobrar da Prefeitura medidas em relação ao valor do reajuste do piso. “Marcamos essa reunião para questionar o porquê de não pagar se está na lei do município e é uma lei federal”, completou. 

Na última sexta-feira (4), o governo federal anunciou a publicação de portaria com reajuste de 33,24%.

O piso da categoria é previsto por lei desde 2008, e feito com base na comparação do valor aluno-ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) dos dois últimos anos. No entanto, uma nova lei para o Fundo foi aprovada em 2020. Com isso, o entendimento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), por exemplo, em nota divulgada no dia 28 de janeiro, é de que o critério de reajuste anual do piso do magistério foi revogado com a Lei 14.113/2020, que regulamentou o novo Fundeb.

Foto: Reprodução/Facebook

Turuçu possui a lei municipal nº 954/2012, que prevê o pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional para os profissionais do magistério público da educação básica.

Em contato com a reportagem a Prefeitura afirma que as reivindicações foram ouvidas e medidas estão sendo analisadas. 

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome