Turuçu: Retomada da Festa do Morango e da Pimenta tem grande expectativa de público

Na foto, a corte, formada pela princesa Larissa Züge, de 18 anos, à esquerda, a rainha Katharine Härter, de 17 anos, ao centro, e a também princesa Graciane Rackow, de 15 anos, à direita. (Foto: Daniel Batista/JTR)

Está difícil conter a expectativa em Turuçu para a 8ª edição da Festa do Morango e da Pimenta, marcada para este final de semana (22 e 23) no município.

O principal evento do calendário de atrações do ex-distrito de Pelotas, emancipado em 1995, deve seguir a esteira de sucesso de público e faturamento que tem marcado as feiras e festas realizadas ao longo do ano na região, após dois anos de ausência devido à pandemia do novo coronavírus.

Se a média até 2019, quando foi realizada a última edição, ficava entre dez mil a 15 mil visitantes, para 2022 o prefeito Ivan Scherdien (Progressistas) e a vice Arlete Hartwig (Progressistas), que também responde pela Secretaria de Educação, não acreditam em menos de 20 mil pessoas durante o final de semana no município.

Prefeito Ivan Scherdien (Progressistas) e a vice-prefeita Arlete Hartwig (Progressistas), também secretária da Educação, destacam o trabalho de organização efetuado em torno da festa, com planejamento e execução de forma profissional. (Foto: Adilson Cruz/JTR)

Razões para isso não faltam. Além da demanda reprimida da população por eventos desta natureza, que se comprova na presença maciça de público, Turuçu começou cedo a se preparar para a Festa. A divulgação mesmo teve início em junho, com a escolha da Corte – a rainha Katharine Härter e as princesas Graciane Rackow e Larissa Züge -, bem como todo o trabalho para oferecer uma programação intensa e diversificada para atender todas as faixas etárias – que vai do Baile da 3ª Idade, passa pelo tradicional Baile do Chopp para o contingente jovem e adulto e por um extenso Pavilhão da Agricultura Familiar organizado pela Emater, até a oferta de praça e brinquedos infláveis para o público infantil.

“Não foi fácil”, reconhece o prefeito. “O investimento é alto, mas por meio de parcerias vamos realizar a Festa com o mínimo de gastos. Esperamos a presença de toda a região, com recorde de público, todos os eventos estão crescendo, e Turuçu também pode e deve se beneficiar desse filão”, acrescenta.

A depender do planejamento para execução da 8ª Festa do Morango e da Pimenta, o retorno está garantido. Além da população do interior do município, são aguardados visitantes de Pelotas, Arroio do Padre, São Lourenço do Sul, Cristal e Camaquã. Duas excursões de Rio Grande já estão confirmadas.

Pimenta também é um dos atrativos do evento, considerando a diversidade e
produtos derivados produzidos a partir da cultura. (Foto: Adilson Cruz/JTR)

Afora atrações na programação, que sempre ajudam a aumentar o número de visitantes, como o encontro de motos, previsto para sábado, e o de carros antigos, no domingo. A esse contingente a organização do evento já liberou até uma área para camping nas proximidades de onde a Festa é realizada.

Essa, no entanto, não é a única novidade. A gastronomia, sempre o ponto alto e bastante requisitado pelo público, vai ganhar espaço para trailers e food-trucks, além da Praça da Alimentação e dos pontos de venda de alimentos avulsos em todo o centro de eventos e no ginásio de esportes – onde às 22h de sábado tem início o tradicional Baile do Chopp, que neste contará com animação da banda Flor da Serra.

E se o assunto é gastronomia, quem conhece a Festa do Morango e da Pimenta sabe que aqui se trata de um atrativo à parte.

Além de inúmeras iguarias feitas à base do morango e da pimenta, as estrelas do evento, na Praça de Alimentação o visitante poderá ter acesso a um típico almoço campeiro, preparado pela equipe do CTG Alma Campeira e, em uma região de forte ascendência pomerana, a um farto café colonial, a cargo da Comunidade Bom Pastor. No local também poderão ser consumidos lanches e quitutes feitos por representantes das comunidades Picada Flor, São Domingos, Cristo Irmão, Azevedo, São José Operário e Associação dos Produtores de Morango.

Profissionalização e gestão
“Nada é feito sem trabalho”, diz a vice-prefeita. E trabalho é o que não falta para esta 8ª Festa do Morango e da Pimenta.

Para atender às exigências de segurança, o ginásio de esportes, por exemplo, foi obrigado a passar por pequenas reformas. Tudo foi pensado, o que consumiu feriados e fins de semana. Arlete não se queixa: “Está indo bem, nos adiantamos muito e a organização está muito boa, nada ficou para a última hora”, elogia.

A diferença, no entanto, é a marca que a administração tenta imprimir nesta edição: a da profissionalização da festa, ou seja, um evento com menos custos e mais qualificado.
“Desta vez estamos aplicando instrumentos de gestão da festa”, diz Scherdien. “Quanto se aplica, quanto se arrecada, ter esses dados em mãos até para nos preparar para as próximas edições, para ter ideias do que se pode investir, no que se pode agregar valor. Ter dados e números até para, futuramente, mostrá-la como um negócio para vender a organização para a iniciativa privada”, projeta

Histórico
Com 3.408 habitantes, de acordo com estimativa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2021, as raízes da Festa do Morango e da Pimenta remontam a março de 2001, com a Kolonistenfest. À época, Turuçu ainda vivia sua primeira infância como município, com apenas cinco anos de emancipação.

O destaque na produção de pimenta impôs um evento próprio da cultura; a produção de morango também. Então, o município passou a contar com duas festas durante o ano, em março, na safra da pimenta, e em outubro, com a October-Femorango, na safra da fruta. A união dos dois eventos em um só ocorreu na década passada.

Hoje o município se destaca pela produção do “morangão”, com 200 toneladas ao ano. No caso da pimenta, a quantidade deu lugar à diversidade. A partir da profissionalização das agroindústrias, com destaque para a sucessão familiar, hoje Turuçu produz mais de 20 variedades de pimenta e centenas de produtos beneficiados, como geleias, queijos, doces, molhos e temperos, todos com selo de qualidade e selo Sabor Gaúcho.

Serviço

O quê:8ª Festa do Morango e da Pimenta
Onde: Centro de Eventos de Turuçu
Quando: sábado (22) e domingo (23)
Quanto: R$ 10 e R$ 5 (meia-entrada)* – com direito a um copo de suco de morango; R$ 10 (estacionamento)
*R$ 15 a partir das 19h de sábado (com acesso ao Baile do Chopp)
Redes sociais: instagram.com/festadomorangoedapimenta/

Programação

8ª Festa do Morango e da Pimenta

Sábado (22)
9h:
– Abertura oficial
– Reunião da Azonasul
– Encontro de Motos
– Apresentações Artísticas
12h:
– Almoço Campeiro
– Juramento da Bandeira
14h:
– Baile da 3ª Idade
– Café Colonial
15h:
– Apresentação da Banda do Exército
17h:
– Banda Dale! (Palco principal)
18h:
– Fritz e Frida na Pista – Duas horas exclusivas com bandinhas típicas alemãs (Ginásio)
19h30:
– Jukebox Orchestra (Palco principal)
22h:
– Baile do Chopp com a banda Flor da Serra (Ginásio)
– SG na Balada: DJ Filipe e Donni

Domingo (23)
8h30:
– Torneio de Schapskopf e Pife
9h:
– Apresentações artísticas
– Encontro de carros antigos
12h:
– Matheus Almeida + Henry (Palco principal)
– Almoço Campeiro
13h:
– Apresentação dos Corais e Grupos de Canto
– Apresentação da Escolinha Infantil
14h:
– Banda Diplomata (Palco rincipal)
– Banda União (Ginásio)
– Café Colonial
18h:
– Banda Hawaí (Palco principal)
– Festa Nostalgia – Anos 80, 90 e 2000 (Palco principal)
21h:
– Baile de encerramento com o Grupo Festerê (Ginásio)
– SG na Balada: DJ Filipe e Donni

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome