Especial JTR: Tudo o que São Lourenço do Sul tem no Festival de Inverno

Presidente da ACI/CDL , Sérgio Holz, destaca que o festival dará boas oportunidades aos clientes da cidade e do interior (Foto: Cristian Iepsen/JTR)

Uma grande mostra de tudo o que São Lourenço do Sul tem e com grandes oportunidades de negócios. Essa é a proposta do Festival de Inverno Lourenciano, que ocorrerá entre os dias 8, 9 e 10 de agosto, na avenida Marechal Floriano Peixoto e praça Dedê Serpa. A iniciativa é da Associação Comercial e Industrial e Câmara de Dirigentes Lojistas (ACI/CDL), com apoio da Prefeitura Municipal, Câmara de Vereadores e patrocinadores.
Formatado como uma multifeira, o festival quer oportunizar aos lourencianos e visitantes bons negócios através de uma grande variedade de expositores, reunindo inúmeros segmentos do comércio local. “A ideia é potencializar o comércio local com uma grande quantidade de ofertas, preços atrativos para valorizar o cliente da cidade e do interior. E além disso, mostrar tudo o que nosso comércio tem”, explica o presidente da ACI/CDL, Sérgio Holz.
Para isso, o evento reunirá gastronomia, veículos, máquinas agrícolas, insumos, roupas, calçados, artesanato, economia solidária, além de palestras, encontro de jipeiros, exposição de carros antigos, entre muitas outras atividades, atendimento do prefeito Rudinei Härter (PDT) à comunidade no local, sessão da Câmara de Vereadores e reunião dos prefeitos da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul).
Atrações artísticas e culturais também estão na programação, entre ações que ainda estão em definição. Serão cerca de 50 estandes em um pavilhão de 2,5 mil m² que será montado em toda a extensão da Marechal Floriano em frente à praça, com ambiente coberto para receber os visitantes.
Holz explica que o festival nasceu da percepção da diretoria das dificuldades econômicas do país em todos os setores. “Resolvemos realizar o festival para fomentar o comércio. A ACI/CDL investiu muito no setor do turismo em 2018 e neste ano estamos investindo no comércio. A entidade é o agente motivador econômico. Temos que fortalecer a economia, por isso será realizada a feira”, reflete o presidente, entusiasmado com a preparação do evento que antes mesmo de começar já está maior do que inicialmente foi pensado.

Atrações
Confecções e calçados a preços promocionais; feira da indústria, comércio e serviços; feira de agronegócios; feira de agricultura familiar; feirão de automóveis; feira de artesanato e economia solidária; feira de máquinas agrícolas; concursos gastronômicos; apresentações artísticas e culturais; praça gastronômica com pratos típicos, como rievelsback, caldo lourenciano e hamburguerias; chopp artesanal; exposição de carros antigos; encontro de jipeiros; ciclo de palestras e capacitações do Senac; sessão extraordinária da Câmara de Vereadores; reunião dos prefeitos da Azonasul; “Quinta Cidadã” com atendimento do prefeito à comunidade; entre outras atividades.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome