Rio Grande: Cinco pacientes com cuidados intensivos foram transferidos do HU-Furg em operação especial

A operação ocorreu de forma aérea com contribuição da Força Aérea Brasileira (FAB). (Foto: Alan Bastos/ HU-Furg)

No domingo (19), foi realizada em Rio Grande uma operação para a transferência de cinco pacientes em cuidados intensivos que estavam internados no Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Junior (HU-Furg), da Universidade Federal do Rio Grande, vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Foram transportados dois pacientes adultos e três bebês que estavam na UTI neonatal. A ação foi realizada com a aeronave C-105 Amazonas das Força Aérea (FAB). A transferência foi uma decisão do governo do Estado e do município, em conjunto com o HU-Furg/Ebserh, por conta de os acessos do hospital estarem comprometidos devido a elevação das Lagoa dos Patos.

As equipes do HU-Furg, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Serviço Municipal de Urgência (SMU), Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e Corpo de Bombeiros de Rondônia, juntamente com profissionais das Força Aérea Brasileira (FAB), coordenaram o transporte de pacientes para o Aeroporto de Rio Grande por volta das 16h. O processo para levar os pacientes do HU-Furg para a aeronave ocorreu por meio de uma ponte de madeira construída sobre a rua General Osório, que leva à Associação de Caridade Santa Casa do Rio Grande. No interior do hospital, foi necessário passar por uma segunda ponte que conecta a unidade de saúde com a praça São José do Norte, local onde estavam as ambulâncias para a transferência. Os pacientes adultos foram removidos primeiro em duas ambulâncias, seguidos pelos bebês em três ambulâncias.

O destino foi a Base Aérea de Canoas, onde os pacientes foram encaminhados para as respectivas instituições de saúde. Um adulto e dois bebês foram para a Santa Casa de Porto Alegre, outro bebê para o Hospital Divina Providência, também na Capital, e um adulto foi para o Hospital da Ulbra, em Canoas. De acordo com a chefe da UTI neonatal do HU-Furg, Renata Novo, a transferência dos bebês foi muito delicada já que os pacientes estão em estado grave com ventilação mecânica, um dos recém-nascidos, por exemplo, pesava apenas 700 gramas.

Já foram transferidos cerca de 50 pacientes para hospitais da região sul e metropolitana pelo Núcleo de Regulação Interna (NIR) do HU-Furg, por meio do sistema de Gerenciamento de Internações Hospitalares (Gerint) do RS. Na situação atual, o hospital conta com sete pacientes internados, das áreas de clínica médica, pediátrica, traumatologia e de cirurgia geral, que estão aguardando leito. O HU-Furg está mobilizando esquipes para apoiar outras unidades de saúde, assim dando continuidade do atendimento aos usuários do SUS.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome