Praia do Cassino é destino para quem quer curtir o verão

Praia do Cassino. (Foto: Arquivo/Carina Reis/JTR)

Durante a estação mais quente do ano, o movimento de moradores e turistas nos litorais aumenta para curtir o sol e o mar com familiares e amigos, o que não é diferente na Região Sul do estado. A Praia do Cassino está entre os destinos mais procurados e mesmo durante a pandemia de coronavírus, a extensa faixa de areia recebe muitos visitantes.

De acordo com o secretário do Cassino, Sandro Oliveira, no início do mês de janeiro foi realizada uma reunião entre representantes de órgãos de segurança para o planejamento de ações que hoje estão em prática. Dentre elas, está a utilização de carros de som com propagandas institucionais, com objetivo de conscientizar sobre os protocolos de enfrentamento à Covid-19, bem como um trio elétrico com comunicador para, de maneira descontraída e interagindo com os visitantes, enfatizar a importância de não realizar aglomerações.

“Nós não queremos fechar a praia e para isso todos devem fazer sua parte, respeitando os protocolos, não aglomerando, respeitando a vida”, enfatiza o secretário.
Também, seguem sendo realizados o monitoramento de entrada e saída do balneário e patrulhamentos da Guarda Municipal e Brigada Militar. “Em uma semana, conseguimos organizar a praia, de forma tranquila, simplesmente orientando e contando com o bom senso das pessoas. Deu um resultado muito positivo”, enfatiza.

Atividades culturais e religiosas adaptadas
Uma das atividades que marcam o período de veraneio é a Festa de Iemanjá, que em 2021 será adaptada para evitar aglomerações. Tradicionalmente, o evento reúne mais de 150 mil simpatizantes e fiéis, sendo o segundo maior feriado, atrás do carnaval.

Para a data não passar em branco, acontecerá uma live, a partir das 21h no dia 1º de fevereiro, que irá abordar a história da Umbanda e cultos africanos.

“Queremos fazer com que o leigo, que está em casa, que não conhece a história da religião, que ele possa entender o porquê dessa homenagem. É algo único”, ressalta o secretário.

Também, para assegurar o cumprimento dos protocolos de segurança, não haverá cedência dos espaços do Campo do Praião e do Campo das Bases para a realização do tradicional acampamento. Não serão realizadas procissões, carreatas e/ou terreiras.
O evento é promovido junto à União Riograndina de Umbanda e Cultos Afro-Brasileiros Mãe Iemanjá (URUMI).

Além disso, milhares de foliões e blocos não terão o carnaval neste ano. De acordo com o secretário, serão realizadas reuniões já para programar o evento do próximo ano, podendo ser pensada alguma alternativa para que haja uma atividade alusiva à data, como uma transmissão ao vivo, por exemplo, seguindo todas as normas sanitárias.

Infraestrutura
Recentemente, ocorreu o mutirão de limpeza “Cassino pra mim pra ti”, no cordão das Dunas, com objetivo de recolher o lixo descartado indevidamente. A limpeza contou com a participação de diversas ONGs, além do Exército, Marinha, funcionários do Executivo Municipal e comunidade civil. No ato, duas toneladas de resíduos foram recolhidos e encaminhados ao Lixão da Prefeitura, localizado no Bairro Carreiros.

Também, foram implantadas mais lixeiras na praia, chegando a aproximadamente 200, e o intuito é realizar uma parceria para disponibilizar mais 50.

Em relação à prática de esportes náuticos, foram iniciadas as sinalizações das áreas destinadas na praia, que começou pelos Molhes Oeste da Barra. Ainda, são destinadas às práticas os lugares conhecidos como Curva, Terminal Turístico e Arroio do Gelo. Nestas áreas, não é permitida a permanência dos banhistas na água. O trabalho de sinalização está sendo realizado pelos servidores da Secretaria do Cassino em parceria com esportistas da ACK.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome