Devido ao aumento de bandeiras pretas, Estado restringe atividades entre 22h e 5h

Governador Eduardo Leite (Foto: Reprodução/Twitter)

Nesta sexta-feira (19), o governador Eduardo Leite anunciou que onze regiões do RS estão em bandeira preta no mapa preliminar. Devido ao agravamento do contágio e da transmissão do coronavírus, o governo irá adotar medidas emergenciais.

Dentre elas, está a suspensão de atividades gerais entre as 22h e 5h em todo estado. A medida deve valer de 20 de fevereiro a 1º de março. O decreto deve ser publicado no sábado (20). Tanto na live, quanto nas redes sociais, o governador afirmou que “não é um toque de recolher, mas sim a restrição de atividades e aglomerações em locais públicos”.

As atividades presenciais em escolas e universidades, públicas e privadas, ficam suspensas nas regiões em bandeira preta. A regra deve passar a valer na terça, quando entra em vigor o mapa definitivo. Porém, o governo recomenda que as atividades já sejam suspensas na segunda. Já nas regiões em bandeira vermelha, as atividades presenciais de educação podem ocorrer.

Além disso, há possibilidade de ser suspenso o sistema de cogestão, pelo qual as prefeituras de cada região podem chegar a um acordo e adotar protocolos da bandeira anterior a definida. A avaliação ocorrerá junto à Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs).

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome