Legado de trabalho: a história de quem faz acontecer

O filho de Rudi, Miron Thier, ainda lembra de detalhes do início dos anos 70, quando começou a transportar fumo no negócio do pai, ainda com uma caminhonete. (Foto: Divulgação)

Por trás de uma grande empresa, sempre há uma série de pessoas e histórias que ajudam a agregar valor. Na Alliance One, os produtores e transportadores ajudam a cultivar a sustentabilidade, participando diretamente do desenvolvimento das comunidades. Para homenagear essas pessoas, no Dia do Colono e Motorista, nada melhor do que trazer a história de uma família que faz a diferença.

A atividade tabacalera está enraizada na família Thier há pelo menos quatro gerações. Tudo começou com João Thier (in memoriam), que foi um dos pioneiros do setor na cidade de Vera Cruz e passou a tradição adiante com o seu filho, Rodolfo. Rudi, como é conhecido, foi o responsável por dar início à Transportes Thier, que permanece na ativa até os dias de hoje e é uma das transportadoras que prestam serviços à Alliance One.

O filho de Rudi, Miron Thier, ainda lembra de detalhes do início dos anos 70, quando começou a transportar fumo no negócio do pai, ainda com uma caminhonete. Com o passar dos anos, a família Thier adquiriu caminhões e, consequentemente, a transportadora se consolidou na região, prestando serviços para algumas das empresas que antecederam a Alliance One.

“Nós sempre nos demos muito bem. O relacionamento foi muito bom, não só com a Alliance, mas também com as antecessoras. Criamos um vínculo”, comenta Miron sobre a relação com a empresa.

Diogo Thier é o quarto na linha de sucessão da família e lidera a empresa atualmente juntamente com Miron, seu pai, e Thiago, seu irmão. Desde os primeiros anos de vida, observava com atenção e admirava o trabalho da transportadora. “Comecei a gostar de caminhões por causa do pai”, relata.

O trabalho passado de geração em geração faz com que Diogo sinta orgulho de levar o nome da família adiante. Para ele, o bom relacionamento com todos os elos da cadeia produtiva é o ponto chave para ter sucesso na profissão. “É preciso se dar bem com o agricultor e também com a empresa. Equilíbrio é a palavra-chave”, relata o motorista.

Atualmente, a profissão mudou, e conta com novos recursos que não estavam disponíveis para outras gerações. Diogo conta que a rotina já é bastante diferente nos últimos anos. “Hoje em dia a marcação das cargas é feita por aplicativo de mensagens. Não precisa mais ficar telefonando toda hora. Antes era tudo anotado no papel, caderninho ou agenda”.

Diogo e Thiago também são produtores de tabaco. Para esse ano, eles já estão realizando o plantio de aproximadamente 70 mil pés, na localidade de Linha Capão, interior do município.

São trabalhadores como os integrantes da família Thier que fazem não só a Alliance One, mas o país inteiro se desenvolver através de suas atividades. Um feliz Dia do Colono e Motorista!

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome