Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos

Foto: Flickr oficial Bruno Covas/Divulgação

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, morreu hoje (16), aos 41 anos. Ele estava em tratamento contra um câncer que surgiu entre o esôfago e o estômago e se espalhou por outras partes do corpo. As informações são do Portal UOL.

Covas estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na região central da capital, desde 2 de maio. No dia seguinte, ele foi intubado e levado à UTI após ter diagnosticado um sangramento no local onde foi constatado o câncer pela primeira vez.

Na sexta-feira (14), o boletim médico assinado pelos médicos Luiz Francisco Cardoso e Ângelo Fernandez anunciou que o quadro era irreversível.

O político deixa um filho de 15 anos.

Covas descobriu a doença em outubro de 2019 ao ser internado para tratar de uma infecção de pele. O tumor chegou a diminuir em 2020, mas outros reapareceram em novos pontos do fígado em fevereiro deste ano. Em abril, foram identificados também nos ossos.

Trajetória política

Inspirado no avô Mário Covas, o ex-prefeito foi deputado estadual por dois mandatos, deputado federal por dois anos, secretário na gestão de Geraldo Alckmin no governo de São Paulo e assumiu como vice-prefeito da capital em 2015. Em 2018, assumiu a Prefeitura quando o então prefeito João Doria lançou-se ao governo. Dois anos depois, o prefeito foi reeleito em segundo turno. Durante a maior parte do tratamento, Covas seguiu à frente da Prefeitura de São Paulo.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome