Morre cantora tradicionalista Berenice Azambuja, aos 69 anos

Berenice era referênciaem música tradicionalista gaúcha. (Foto: Reprodução/ FB Galpão Crioulo)

Aos 69 anos, a cantora, compositora e gaiteira Berenice Azambuja faleceu na noite de quinta-feira (3), em Passo Fundo. A artista estava internada no Hospital São Vicente de Paulo, onde tratava um câncer no pâncreas. Segundo informações da Rádio Uaipuru, do município, a causa da morte foi uma parada cardíaca.

A cerimônia de despedida iniciou às 4h desta sexta-feira (4), no Cemitério de Vila Lângaro. O sepultamento está previsto para as 17h. Nas redes sociais oficiais da cantora tradicionalista foi publicado uma nota em homenagem: “Nossa rainha descansou. Vá em paz, Berenice Azambuja!”.

Trajetória
Nascida em Porto Alegre em 21 de março de 1952, Berenice da Conceição Azambuja iniciou sua trajetória artística ainda na infância e, aos 15 anos, já tocava gaita em bailes tradicionalistas gaúchos. Sua marca pessoal, além do talento, era a indumentária utilizada em suas apresentações, o chiripá, veste masculina ligada à tradição indígena.

Em 1980 Berenice ganhou destaque como compositora e instrumentista através da sua música “É Disso que o Velho Gosta”, muito cantada e pedida até hoje em reuniões e bailes tradicionalistas. A cantora gravou ao longo de sua carreira, 17 discos (entre CD’s e vinil) e um DVD.

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome