Caminhão doado aos Sapadores deixa de ser usado pela Prefeitura de Piratini

Veículo doado ao projeto dos Bombeiros Voluntários era utilizado há cerca de sete anos pelo governo municipal. (Foto: Nael Rosa/JTR)

O caminhão tanque doado aos Sapadores Bombeiros, projeto iniciado em 2014 e que intencionou instalar um Corpo de Bombeiros Voluntários em Piratini, está em desuso no momento.

Quando os Sapadores deixaram de atuar, o que foi motivado pela falta de recursos para manter as ações, o veículo doado pela Fibria Celulose foi destinado à Prefeitura, sendo incorporado à frota da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural para abastecer os reservatórios de água no interior.

Contudo, no início deste ano, o tanque deixou de servir por não ter mais condições que assegurem manter o recurso com a mesma qualidade de quando sai da Corsan. “O caminhão em si ainda funciona, mas o tanque, já muito enferrujado, tornou esta função inviável em virtude da deterioração causada pelo tempo”, explicou o secretário de Infraestrutura e Logística, Alessandro Krause, que até a primeira quinzena deste mês também estava à frente da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural.

Para que o caminhão continue sendo utilizado, Krause informou que a intenção é instalar uma prancha para que os servidores da Infraestrutura e Logística possam transportar as máquinas pesadas que realizam a manutenção nas estradas da zona rural.

“Vamos fazer essa adaptação e sanar uma essa carência do município, assim como fizemos com, por exemplo, algumas patrolas. Afinal, quando esta gestão assumiu, eram apenas uma máquina deste tipo em condições de ser usada. E, hoje, temos seis. Ou seja: reformamos o que estava em desuso há anos, assim como também consertamos outros veículos pesados que hoje sirvam para a função para qual foram adquiridos”, afirmou o secretário.

Quanto à situação do abastecimento aos rurais, Krause informou que a compra de um novo caminhão já está sendo providenciada. Portanto, a solução será dada assim que a parte burocrática exigida por lei for cumprida. “O processo licitatório para esta aquisição está tramitando. A demanda continua a ser atendida”, finalizou.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome