Outono começa neste sábado (20), veja o que esperar da estação

Outono (Foto: Reprodução/Internet)

O outono começa às 6h38 deste sábado (20). A estação caracteriza-se como um momento de transição do calor do verão para o frio do inverno. E neste caso, segue com a presença do fenômeno La Niña no Pacífico, mas em processo de enfraquecimento. Segundo a Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos (NOAA), há uma probabilidade de 60% de o Pacífico passar de La Niña para uma condição de neutralidade no decorrer da nova estação. 

A chegada do outono não significa que o calor ficará para trás, adverte a MetSul. Alguns dias quentes são normais em abril e maio e devem ocorrer agora em 2021. Mesmo em junho podem ser esperados alguns dias quentes. Dessa forma, a MetSul espera um outono com predomínio de dias agradáveis com temperatura próxima ou acima das médias históricas na maior parte da estação. Os episódios de frio tendem a ser mais pontuais, eventualmente fortes. Mesmo a neve é um fenômeno que não se pode afastar ocorra mais cedo em 2021, mas somente em curtíssimo prazo pode ser possível prever. 

Outra marca do outono é a grande diferença de temperatura da noite pro dia. “Trata-se de um dos períodos do ano com maior amplitude térmica e que também proporciona um aumento nos dias de nevoeiro, especialmente a partir de maio”, destaca a meteorologista Estael Sias. Com frequência, sob condições de céu limpo e ar seco, a temperatura pode variar até 20ºC ou mais no mesmo dia, o que força o uso de roupas mais pesadas no começo da manhã e vestuário mais leve no período da tarde. 

RS com chuva abaixo da média
Quanto à chuva, observam os meteorologistas da MetSul, a expectativa é que o outono deste ano seja marcado por precipitações irregulares com períodos chuvosos e outros mais longos de tempo seco. A maior parte da estação deve ter chuva abaixo da média, entretanto abril pode ser um mês mais chuvoso. Os volumes e a frequência da chuva tendem a aumentar à medida que se aproxima o inverno, quando cresce a possibilidade de eventos pontuais de chuva com volumes muito altos, mas neste ano existe o risco de junho não ser um mês de elevados volumes de chuva, como normalmente ocorreria pela climatologia histórica. 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome