Consulta Popular 2023 elege propostas da Agricultura Familiar, Turismo e Irrigação

Três propostas, ligadas a irrigação e reservas hídricas, combate à fome e estímulo à agricultura familiar, e a conservação de infraestruturas de interesse turístico foram as mais votadas na Zona Sul. (Foto: Daniel Batista/JTR)

Três propostas, ligadas a irrigação e reservas hídricas, combate à fome e estímulo à agricultura familiar, e a conservação de infraestruturas de interesse turístico foram as mais votadas na Zona Sul na Consulta Popular 2023. Os resultados abrangem os municípios do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) Sul, e foram divulgados no dia 15 de dezembro pelo governo do Estado.

Na cédula estavam cinco projetos, dois ligados à Assistência Social e outros três ligados ao Turismo, Agricultura e Meio Ambiente, respectivamente. No total, foram 8.581 votos válidos. O valor destinado aos três projetos eleitos da Região Sul é de R$ 2,2 milhões, que será dividido de acordo com o número de votos. O projeto que ficou em primeiro lugar receberá R$ 880 mil, o segundo R$ 770 mil e o terceiro R$ 550 mil. Esses valores destinados a cada um dos projetos aprovados serão distribuídos entre as cinco cidades que mais votaram na proposta.

Com 2.989 votos, o primeiro lugar ficou com o projeto que trata da construção de micro açudes, poços artesianos, cisternas e aquisição de equipamentos de irrigação, com o objetivo de melhorar a qualidade e aumentar o aproveitamento das vertentes e reservas hídricas. A ação receberá o investimento de R$ 880 mil, sendo Arroio Grande, Canguçu, Morro Redondo, São José do Norte e São Lourenço do Sul os cinco municípios contemplados com o investimento.

A segunda proposta mais votada, com 2.447 votos, refere-se à criação de uma ação de combate à fome, envolvendo a compra de produtos da agricultura familiar com doação simultânea para famílias em situação de vulnerabilidade alimentar. O projeto contará com investimento de R$ 770 mil e os municípios contemplados com a divisão do valor para implantação são Arroio Grande, Canguçu, Cerrito, Tavares e Turuçu.

Já a terceira proposta mais votada, com 1,6 mil votos, trata da construção e revitalização de infraestruturas de interesse público que possam enriquecer a oferta turística nos municípios, como praças, mirantes, anfiteatros, academias ao ar livre, lixeiras, entre outros. Essa proposta receberá investimento de R$ 550 mil. Neste projeto o valor será divido entre os municípios de Arroio Grande, São José do Norte, São Lourenço do Sul, Tavares e Turuçu.

Para o vice-presidente Corede Sul, Ronaldo Maciel, os três projetos eleitos representam fielmente as necessidades da população da região. Segundo ele, o projeto sobre irrigação e criação de açudes é fundamental, visto o contexto de frequentes estiagens na região e do fenômeno El Niño. Ele também enfatiza a importância da proposta que liga o combate à fome com o fortalecimento da agricultura familiar, já que esses alimentos serão vendidos nas propriedades e levados para a população carente nas cidades. Além disso, destaca a relevância do projeto relacionado ao turismo para o desenvolvimento do setor na região.
No estado, a edição desse ano da Consulta Popular elegeu um total de 85 propostas, referentes a 14 pastas, nas 28 regiões dos Coredes. Em 2023, o governo do Estado investiu um total de R$ 60 milhões, que serão distribuídos da seguinte maneira: 80% repartidos de forma igualitária entre os Coredes e 20% partilhados por meio de um rateio, levando em conta o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico de cada região. Os R$ 5 milhões restantes serão distribuídos entre os nove Coredes com maior número de votantes válidos. O Corede Sul não está nesta lista.

A votação no estado em 2023 cresceu 34% quando comparada a do ano passado, atingindo o total de 185.282 votantes válidos. Porém, o crescimento não foi tão notório no Corede Sul, uma vez que este ficou em 19º colocado no Ranking de regiões. Segundo Maciel, a participação da população ficou abaixo do esperado. “Precisamos evoluir muito nisso, fortalecer os Conselhos Municipais de Desenvolvimento para que possamos elevar essa participação no próximo ano”, afirma.

A Consulta Popular foi lançada pelo governo do Estado em julho, tendo a votação realizada entre os dias 27 de novembro e 1º de dezembro. A população pôde votar através do portal da Consulta Popular, via WhatsApp e através de um aplicativo off-line, voltado à regiões com dificuldade de acesso à internet.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome