“Game of Thrones” e “Fleabag” são destaques no Emmy 2019

Série se despede conquistando categoria de drama (Foto: Frederic J. Brown/AFP)

Em sua temporada de despedida, “Game of Thrones” venceu o Emmy na categoria drama, mas o grande destaque da premiação celebrada no domingo à noite em Los Angeles foi a série de comédia britânica “Fleabag”.

Ao contrário da série criada por Phoebe Waller-Bridge, que também venceu como melhor atriz de comédia e melhor roteiro, o triunfo de “Game of Thrones” era previsto, apesar da irritação de vários fãs com o final da produção. A fantasia épica e violenta da HBO venceu 12 prêmios em sua oitava e última temporada, 10 deles em categorias técnicas, entregues na semana passada.

Além da vitória da categoria drama, a produção também rendeu o prêmio de ator coadjuvante para Peter Dinklage. “GoT” venceu 59 estatuetas do Emmy em oito temporadas. A premiação fez história com Billy Porter, o primeiro ator negro abertamente gay a vencer um Emmy de melhor ator por uma série dramática (“Pose”).

A melhor atriz de drama foi a britânica Jodie Comer, por “Killing Eve”, outra série roteirizada por Phoebe Waller-Bridge. “Ozark” conquistou dois prêmios: Jason Bateman como diretor e Julia Garner como atriz coadjuvante. “Fleabag” dominou a categoria comédia, ao triunfar como melhor série, atriz e roteiro (os dois prêmios para Waller-Bridge) e melhor direção. “É realmente maravilhoso saber que uma mulher suja, pervertida e irritada pode chegar aos Emmys”, declarou a atriz e roteirista britânica.

“The Marvelous Mrs. Maisel” venceu nas categorias coadjuvantes, com Tony Shalhoub e Alex Borstein. Bill Harder venceu como melhor ator de comédia por “Barry”. A produção “Chernobyl” triunfou como melhor minissérie, roteiro e direção.

Vencedores do Emmy
Melhor série dramática: “Game of Thrones”
Melhor comédia: “Fleabag”
Melhor ator de drama: Billy Porter, “Pose”
Melhor atriz drama: Jodie Comer, “Killing Eve”
Melhor ator de comédia: Bill Hader, “Barry”
Melhor atriz de comédia: Phoebe Waller-Bridge, “Fleabag”
Melhor ator coadjuvante de drama: Peter Dinklage, “Game of Thrones”
Melhor atriz coadjuvante de drama: Julia Garner, “Ozark”
Melhor ator de comédia: Tony Shalhoub, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Melhor atriz de comédia: Alex Borstein, “The Marvelous Mrs. Maisel”
Melhor minissérie: “Chernobyl”
Melhor filme para TV: “Black Mirror: Bandersnatch”
Melhor ator de minissérie ou filme para TV: Jharrel Jerome, “When They See Us”
Melhor atriz de minissérie ou filme para TV: Michelle Williams, “Fosse/Verdon”
Melhor ator coadjuvante de minissérie ou filme para TV: Ben Whishaw, “A Very English Scandal”
Melhor atriz coadjuvante de minissérie ou filme para TV: Patricia Arquette, “The Act”
Melhor reality show: “RuPaul’s Drag Race”
Melhor programa de esquetes e variedades: “Saturday Night Live”

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome