Os cílios dos rios

A cobertura vegetal existente nos rios brasileiros tem a mesma função dos cílios em nossos olhos, a mata ciliar nas margens é muito importante na preservação dos rios, igarapés, lagos, nascentes e represas.

As matas ciliares desempenham uma função ambiental de extrema importância na manutenção da qualidade da água, estabilidade dos solos, regularização dos ciclos hidrológicos e preservação da biodiversidade.

No território brasileiro, as matas ciliares estão presentes em todos os biomas: cerrado, mata atlântica, caatinga, flores amazônica, pantanal e pampa. No Rio Grande do Sul, o Rio Camaquã é exemplo de preservação e degradação ao mesmo tempo, isso deve ser observado com muita atenção.

O Rio Camaquã denominado de “rio ligeiro” pelos tupis guaranis atravessa 26 cidades: Amaral Ferrador, Arambaré, Arroio do Padre, Bagé, Barão do Triunfo, Barra do Ribeiro, Caçapava do Sul, Camaquã, Canguçu, Cerro Grande Sul, Chuvisca, Cristal, Dom Feliciano, Dom Pedrito, Encruzilhada do Sul, Hulha Negra, Lavras do Sul, Pelotas, Pinheiro Machado, Piratini, Santana da Boa Vista, São Jerônimo, São Lourenço do Sul, Sentinela do Sul, Tapes e Turuçu.

Causas da degradação das Matas Ciliares
– As pastagens são a principal razão da destruição das matas ciliares. A maior umidade das várzeas e beira de rios permite melhor desenvolvimento de pastagens na estação da seca e, por essa razão, os fazendeiros recorrem a essa opção mais simples.
– O desmatamento também causa a degradação. A Amazônia ainda sofre com o processo de diminuição continua, isso acontece por conta das políticas de incentivo a pecuária e culturas de exportação.
– Produtores também acabam desmatando a Mata Ciliar para que os igarapés aumentem a produção de água no período de estiagem, isso se deve pelo fato de as árvores deixarem de bombear água usada na transpiração das plantas.
– Outro fator importante que acarreta a degradação da mata são as queimadas, que além de devastarem a vegetação, empobrecem a qualidade do solo.
– Os fatores de degradação relacionados, somados a extração inadequada de minérios contribuem para o assoreamento dos rios com consequência direta de enchentes pluviais.

O desafio é manter a qualidade da água, pois a mata reduz o assoreamento e a força das águas que chegam aos rios, lagos e represas. Além disso, contribuem para a conservação da biodiversidade, fornecendo alimento e abrigo para a fauna, constituindo barreiras naturais contra a disseminação de pragas e doenças da agricultura.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome