Frituras, postura, diagnóstico precoce e bactérias intestinais

Hospital Miguel Piltcher.

RESISTIR ÀS FRITURAS É UMA FORMA DE DIMINUIR O RISCO

O retorno do conteúdo do estômago para o esôfago pode ser fisiológico ou, quando ocorre de forma frequente, é caracterizado pela doença do refluxo gastroesofágico. Geralmente, maus hábitos alimentares são os principais causadores do problema. Os alimentos que provocam um maior relaxamento da musculatura da transição entre o esôfago e o estômago – conhecido como esfíncter esofágico inferior – estão associados às queixas da doença. A ingestão de chocolates, cafés, refrigerantes, bebidas alcoólicas e frituras aumentam o risco de a pessoa desenvolver o problema. O tabagismo também aumenta a incidência da doença do refluxo gastroesofágico. Além do cigarro, o consumo excessivo de frutas cítricas como limão, laranja, maracujá e outras também estão associados à condição. Os sinais podem demorar a aparecer e é importante que assim que os primeiros sintomas surjam, a pessoa procure um médico gastroenterologista. Os mais comuns são azia, queimação sentida geralmente atrás do peito, e a regurgitação, que é a percepção do retorno do conteúdo ácido em direção ao esôfago e boca. Para receber o diagnóstico de doença, é necessário que o paciente faça consultas com especialistas e realize exames específicos como a endoscopia.

TUDO É QUESTÃO DE COSTUME

Existem muitas coisas que esquecemos com o passar do tempo, à medida que envelhecemos, começamos a notar que não nos lembramos dos nomes de pessoas, do que fizemos ontem ou por que fomos à cozinha e começamos a nos preocupar com isso. Mas, muito antes que isso aconteça, muitos de nós já perderam outra coisa, quase sem se dar conta: a memória física. Se você observar uma criança de lado, vai notar que sua postura é em forma de ‘S’ e como seus movimentos são fluidos. Isso porque elas ainda estão livres dos maus hábitos que causam fadiga, tensão muscular. Por fim a má postura, por sua vez, causa diversas complicações, que podem ser dolorosas, mas tudo pode ser melhorado com pequenos ajustes no nosso estilo de vida. O mais aconselhável é consultar um médico, um fisioterapeuta, um quiroprático ou outro profissional qualificado, recomenda-se também exercícios para fortalecer os músculos do tronco, os glúteos, o pescoço, a parte traseira dos ombros e a extensão das costas, no início parece ser incômodo, já que os músculos não estão mais condicionados para manter-se na posição correta. Mas tudo é questão de costume.

IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO PRECOCE

Outubro é o mês de conscientização do controle do câncer de mama, quando especialistas reiteram a importância dos exames de rastreio e alertam para os riscos dos diagnósticos tardios. No Brasil o câncer de mama é o que mais acomete mulheres de todas as regiões. Só para 2022, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) estima 66.280 novos casos. O Outubro Rosa estimula as pacientes a se autoexaminarem e a fazer a mamografia, porque muitas não sabem a importância que esse exame tem.

A campanha também enfatiza que o câncer de mama é a primeira causa de morte por câncer na população feminina em quase todas as regiões do Brasil. E, apesar da importância da mamografia, a pandemia piorou esse cenário. Descobrir um câncer de mama precocemente é muito importante. As chances de cura da doença ainda em estágio 1 chegam a 95%, e os tratamentos, em geral, são bem mais leves, ao contrário dos demais estágios. De qualquer forma, a orientação médica é que, caso surja qualquer anormalidade na região dos seios, a pessoa procure um médico o mais rápido possível, principalmente, se tiver mais de 40 anos ou histórico familiar de câncer de mama.

SUAS BACTÉRIAS INTESTINAIS SAUDÁVEIS

O microbioma intestinal – as bactérias, fungos e outros micróbios que vivem dentro do nosso intestino – desempenha uma função em vários aspectos da nossa saúde. Ter uma colônia abundante e diversificada pode ajudar nosso corpo a melhorar a função imunológica, sintetizar nutrientes, controlar o apetite e melhorar nosso bem-estar mental. Você pode afetar a saúde do seu microbioma (para melhor ou para pior), de acordo com as escolhas de estilo de vida que faz diariamente. Isso significa que o que você come não está apenas nutrindo você, mas também alimentando e alterando os trilhões de micróbios que vivem e se desenvolvem em seu intestino. Você pode alterar estas bactérias rapidamente, em poucos dias até, mas pode levar vários meses e uma rotina de manutenção para as mudanças e benefícios de longo prazo aparecerem, um microbioma mais saudável é apenas um dos benefícios que você pode obter a partir de uma alimentação saudável e exercícios físicos regulares.

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome