Do ambiente hospitalar para o consultório

É possível tratar varizes sem ter que ir para o hospital realizar uma cirurgia? E quando existem veias muito grossas e saltadas, pele escura e úlcera aberta inflamada, também é possível?

A resposta para ambas às perguntas é SIM! A ciência se modernizou e a tecnologia também tomou conta da Cirurgia Vascular.Antes, para tratar uma veia safena doente, eram necessários cortes na perna e na virilha, além de outros cortes adicionais para retirar as demais veias doentes. O repouso era prolongado, com pernas enfaixadas, muitos hematomas e dor no pós-operatório.

Atualmente, é possível tratar uma veia safena doente com apenas um furinho na perna, com anestesia local (ou seja, sem anestesia na espinha), sem necessidade de repouso e sem desconforto no pós-operatório. Mesmo nos casos de úlcera aberta. Ufa! Ah, e as veias saltadas na pele podem ser tratadas com microcirurgia no consultório e com a espuma, por exemplo.

Mas, se os problemas forem os vasinhos e micro-vasos nutridores, a cirurgia para retirada destes e a aplicação de glicose com necessidade de internação hospitalar deram lugar para a combinação de LASER + aplicação que podem ser realizados com conforto e tranquilidade em algumas sessões no consultório. Sem necessidade de repouso e sem atrapalhar a rotina diária, com resultados fantásticos!

Como você pode ver, existem alternativas eficazes, modernas e pouco invasivas para tratar varizes. Não mais o paciente se adequa ao tratamento, e sim, o tratamento se adequa ao paciente. Viva a tecnologia!

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome