Coffee Break Psi

O campo da Psicologia é muito exigido no sentido de requerer explicações para entender o pensamento e o comportamento humano, as relações entre eles e o meio em que vivem. Por isso, tudo passa a ser questionado.

Um dos questionamentos, o qual fui abordada esta semana, e dando continuidade sobre boa comunicação, é a interação de crianças frente aos eletrônicos, como: TV, computador, tablet, celular e smartphone.

A recomendação do tempo de exposição a tela pela Organização Mundial de Saúde (OMS), recentemente datada no dia 24 de abril de 2019, são para:

– Crianças de até um ano de idade: não é recomendado ter contato com telas;
– Crianças de um ano de idade: não é recomendado tempo sedentário de tela;
– Crianças de dois anos de idade: o tempo de até uma hora (preferencialmente menos);
– Crianças entre três e quatro anos de idade: o tempo sedentário de tela também não deve ultrapassar de uma hora, sendo quanto menos, melhor.

A medida que a OMS faz estas recomendações, também destaca sobre a quantidade de sono adequada para cada idade:

– Crianças de até três meses de idade: 14 a 17 horas de sono;
– Crianças de quatro a 11 meses de idade: 12 a 16 horas de sono;
– Crianças de um a dois anos de idade: 11 a 14 horas de sono;
– Crianças de três a quatro anos de idade: 10 a 13 horas de sono.

A criança precisa de atividades físicas para aprender questões sobre espaço-tempo, fala corporal, fortalecer tônus muscular, motricidade, linguagem, enfim, contextos importantes para sua evolução. Neste período a criança é corpo: tudo aprende através dele e quanto mais interage com ele é melhor para sua saúde psíquica e física. Claro que, fazer tudo isso com amor, carinho e atenção a que se deve a este processo vivido pelo momento da vida, sem dúvida é melhor. Este passa ser o recheio do bolo, a parte mais gostosa.

Espero ter contribuído e volte para uma outra rodada de café!

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome