Prefeitura de Piratini publica decreto e tenta verbas para custear danos causados pelo granizo

Somente para reconstruir telhados, serão necessários R$ 190 mil (Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Piratini publicou, na segunda-feira (21), o decreto de emergência para tentar, junto aos governos federal e estadual, verbas para auxiliar as famílias atingidas pelo granizo que causou prejuízos aos moradores e agricultores do 2º e 5º Distritos na noite de 12 de dezembro.

O evento destelhou casas e galpões, quebrou vidraças e destruiu plantações de milho, soja, feijão e outras culturas.

Conforme o coordenador municipal da Defesa Civil, Adilson de Oliveira, essa é uma tentativa necessária para, ao menos, buscar reduzir as perdas.

“A agricultura foi muito atingida. Foram 310 hectares de soja destruídos. As lavouras de milho também sofreram o impacto com 40 hectares atingidos pelo granizo e mais cinco hectares de feijão”, explicou Oliveira, o que chega a quase R$ 2,4 milhões em perdas somente nessa área.

“As residências também foram muito danificadas. Serão necessários R$ 190 mil apenas para reconstruir os telhados, sem contar os galpões usados para armazenamento, vidros e mão de obra. Vamos tentar junto às esferas do Estado e da União, pelo menos, o valor necessário para custear as telhas”, afirmou o coordenador.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome