Piratini: Bancada do MDB vota contra e projeto das emendas impositivas não passa no Legislativo

Matéria não obteve a maioria necessária entre os parlamentes. (Foto: Nael Rosa/JTR)

O projeto das emendas impositivas, que permitiria aos parlamentares destinar recursos para áreas distintas, foi rejeitado na sessão legislativa realizada nesta quarta-feira (1º). O resultado já era esperado, tendo em vista o fato de o prefeito Márcio Porto (MDB) ter orientado sua bancada a votar contra a proposta.

A bancada de situação, representada por quatro parlamentares, foi toda contrária à matéria, que precisava de seis votos para ser aprovada. Com cinco votos favoráveis, um a menos que o necessário, o autor da matéria, Manoel Rodrigues (Progressistas) viu, após uma longa discussão, seu projeto naufragar.

“Infelizmente não conseguimos, o que lamento, mas quem perde é a comunidade, já que, aprovado fosse, cada vereador poderia destinar até R$ 100 mil da receita corrente líquida anualmente. Fico triste, mas a comunidade vai saber dar a resposta à bancada do MDB que foi toda contrária”, disse Rodrigues.

Ele acrescentou que parte dos parlamentares perdeu uma grande oportunidade de melhorar o trabalho feito para a população, que poderia fazer o papel que, hoje, os vereadores fazem junto aos deputados estaduais e federais quando pedem e conquistam emendas que culminam em recursos para o município.

“Era um sonho da grande maioria que não poderá ser realizado. Poderíamos, em caso de aprovação, ajudar entidades, associações e escolas, por exemplo. Fazer um trabalho melhor, já que os pedidos de recursos junto aos parlamentares são recorrentes, o que é óbvio, não é possível fazer devido à impossibilidade de não indicar emendas parlamentares”, concluiu.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome