Piratini: Religiosos buscam captar R$ 4 mil para reformar Kombi que será usada nas ações da Igreja Unidos Pela Fé

Kombi doada à igreja será usada para as ações externas realizadas pelos religiosos. (Foto: Divulgação)

Fiéis da Igreja Pentecostal Missionária Unidos Pela Fé, cujo templo está localizado na avenida Maurício Cardoso, centro de Piratini, estão realizando diversas ações para captar, junto à comunidade, R$ 4 mil, valor necessário para custear a reforma de uma Kombi doada no primeiro semestre de 2023, à organização religiosa.

De acordo com Luís Henrique Pacheco, de 23 anos, que além de presbítero também ocupa o cargo de tesoureiro da instituição, quando o veículo ficar pronto, isso vai permitir dar solução a uma carência que a gestão da igreja tem há anos. Para isso a Kombi precisa ter a suspensão e os pneus substituídos, bem como ter o conserto dos assentos e uma nova pintura

“Ter um carro que nos permita o deslocamento para a realização das ações realizadas por nós sempre foi uma necessidade. Esta Kombi será usada, por exemplo, para a evangelização que costumamos fazer nos bairros, assim como vai nos permitir fazer a distribuição de roupas e alimentos, enfim, todo o trabalho social feito por nós”, detalhou Pacheco, acrescentando que tudo isso ainda é feito com carros particulares.

Ele acrescentou que o carro que já está sendo renovado também servirá para transportar os religiosos que não possuem meios de locomoção e que hoje se deslocam a pé nos dias de culto, mas também oportunizará a realização de um sonho antigo da Unidos Pela Fé: “Queremos, assim que a Kombi ficar pronta, passar a pregar o evangelho nos presídios, principalmente no situado em Canguçu, pois através da mídia temos a oportunidade de ver que isso é feito em grandes cidades do Brasil. A intenção é cumprir a palavra, pois a Bíblia diz que toda a criatura tem direito à salvação, inclusive os apenados, bastando para isso que eles se arrependam e entreguem suas vidas a Jesus e aceitem Deus no coração”, destacou.

Mesmo com seguidas ações, o valor necessário para custear a reforma do veículo ainda está distante de ser atingido. Mas caso não seja possível a total captação do montante, a saída prevista pela gestão da igreja é usar as doações dos fiéis, como o dízimo, as ofertas e votos, o que atualmente permite custear despesas com aluguel, água e luz.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome