Piratini: A partir deste mês, Prefeitura começa processo de pavimentação de ruas

Rua Humberto Machado da Silveira será uma das primeiras a receber pavimento. (Foto: Nael Rosa/JTR)

O programa de pavimentação de ruas pela atual gestão municipal de Piratini vai começar ainda este mês quando serão beneficiados os moradores das ruas Humberto Machado da Silveira e Jornaleiro Rural, onde serão usados R$ 2 milhões do programa estadual Pavimenta, sendo que deste valor R$ 700 mil são de contrapartida da Prefeitura.

Para outras tantas vias da área urbana e também do bairro Cancelão, serão gastos R$ 8 milhões, valor contraído junto à Caixa Federal pelo programa Finisa. Nesse caso, serão priorizadas ruas onde estão postos de saúde, escolas e ainda aquelas que liguem bairros a vias principais.

Mas os residentes beneficiados também terão que dar a sua contrapartida para ter o pavimento em frente às suas casas. A chamada Contribuição de Melhoria fará com que eles paguem pela obra e o valor vai variar e será de acordo com o que for gasto com calçamento, como explicou Daniel Farias, secretário de Desenvolvimento, Planejamento e Projetos.

“Cada obra terá seu valor, mas já podemos falar sobre quanto vai custar para quem reside na Jornaleiro Rural e Humberto Machado da Silveira. Nessas ruas, os moradores que tiverem, por exemplo, uma casa de seis metros de frente pagará R$ 6 mil. Já quem tiver uma residência de dez metros de frente pagará R$ 10 mil. É importante frisar que esses valores serão pagos em 36 vezes e só depois que a pavimentação estiver pronta”, detalhou.

Farias destacou que essa contribuição é necessária para que o programa de calçamento tenha continuidade e venha a contemplar outros moradores que ainda não foram beneficiados e, todo o valor arrecadado irá para um fundo que vai permitir que o município dê continuidade nesse tipo de melhoria.

“Verificaremos a metragem de frente das residências ou o valor de avaliação dos imóveis e o montante vai ser rateado entre todos os moradores. Garantimos que ninguém vai desembolsar mais do que foi gasto. Quem tiver condições de quitar terá um abatimento de 20% no que é devido. Isso se faz necessário para garantir a continuidade da pavimentação em Piratini”, finalizou Farias.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome