Em Pelotas mais de 7 mil pessoas foram vacinadas contra Covid-19 durante a semana

Vacinação em Pelotas (Foto: Michel Corvello/Prefeitura de Pelotas)

O número de pessoas imunizadas no drive-thru de vacinação deste sábado (5), no Centro de Eventos, destinado aos profissionais da Educação, professores que atendem do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, somou para contabilizar mais 7.026 pessoas imunizadas contra a Covid-19 em Pelotas durante a semana. Como nos demais dias, o processo foi tranquilo e ágil durante todo o drive.

Uma das profissionais que esteve durante a manhã, nos pavilhões da Fenadoce, para ser vacinada, foi a professora de História Camila Ventura, que assumiu recentemente as salas de aula das escolas municipais Independência, no Sítio Floresta, e Nossa Senhora das Dores, na Cohab Tablada. Enquanto aguardava o momento da aplicação, disse que esperava por esse dia desde o início da pandemia. “É bem emocionante iniciar o processo de imunização”, comentou.

Vacinação continua

A imunização dos trabalhadores da Educação segue na próxima semana, quando aqueles que atuam com Ensino Médio, Profissionalizante, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Superior e profissionais dos setores administrativo e apoio podem comparecer para a vacinação contra a Covid-19.

Orientações importantes antes de vacinar

– Profissionais da Educação que sejam gestantes ou puérperas (com até 45 dias do parto), com comorbidades, devem procurar o Laboratório Municipal, localizado na rua Lobo da Costa, 1.774, das 13h30min às 17h, para receber a vacina. Esse grupo deve apresentar identidade, comprovante de residência, CPF ou Cartão SUS e atestado fornecido pelo médico. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (53) 3284-7741.

– A pessoa que tiver recebido vacina contra outras doenças deve aguardar um intervalo mínimo de 14 dias entre as aplicações.

– Caso a pessoa apresente sintomas gripais ou tenha positivado para a Covid-19 deve aguardar 30 dias do início desses sinais para receber a vacina.

– As pessoas que fazem uso de imunoglobulina humana devem se vacinar com, pelo menos, um mês de intervalo para evitar interferência na resposta imunológica

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome