Coronavírus: Pelotas poderá cumprir meta estadual de vacinação em 76 dias

Chegada das doses de vacinas AstraZeneca no estado no início do mês de junho (Foto: Itamar Aguiar/ Palácio Piratini)

Estimativa de vacinar a população adulta gaúcha com a primeira dose de vacina contra a Covid-19, no entanto, depende da continuidade no repasse de doses ao município

O anúncio do governador Eduardo Leite, no início desse mês, sobre a perspectiva em vacinar contra a Covid-19 toda a população acima dos 18 anos no Rio Grande do Sul com a primeira dose teve grande repercussão entre os gaúchos. No entanto, o cumprimento da estimativa realizada pela Secretaria de Saúde do Estado depende da continuidade no fornecimento de doses. Em Pelotas, a meta poderia ser cumprida em 76 dias.

“É importante que as previsões se confirmem”, afirma Anaclaudia Gastal Vassa, epidemiologista e professora de Medicina Social da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Para ela, é preciso, primeiro, considerar o panorama nacional de recebimento de doses. Conforme o Ministério da Saúde, estão previstos pouco mais de 175 milhões de doses entre os meses de julho e setembro. Segundo Anaclaudia, para que a população de mais de 160,4 milhões de pessoas maiores de 18 anos seja vacinada com as duas doses, seriam necessárias 320 milhões de doses, considerando as vacinas aplicadas atualmente no país.

A epidemiologista aponta, também, como fatores preocupantes as diferenças regionais no ritmo de vacinação e a baixa cobertura vacinal em alguns grupos. “Preocupam a cobertura vacinal aquém do esperado”, diz. De acordo com ela, uma das soluções seria a realização de busca ativa. “Precisamos pensar a questão da vacinação de forma global”, completa, citando o risco do aparecimento de novas variantes.

Pelotas poderia cumprir a meta em 76 dias
Em Pelotas, mais de 114 mil vacinas foram aplicadas em primeira dose até a terça-feira (15), o que representa 33,7% da população, conforme o painel do município. O grupo vacinável, aqueles que estão aptos a tomar alguma das vacinas, soma 250 mil moradores do município. A secretária de Saúde de Pelotas, Roberta Paganini, aponta que a cidade conta com estrutura operacional para o cumprimento da meta, em cerca de 76 dias, por meio de ações em drive-thrus e nos bairros, mas também ressalta que o cumprimento da meta depende da chegada de novas remessas de doses.

Para cumprir a meta no estado, terão de ser vacinados em pouco mais de três meses mais de 5 milhões de gaúchos, conforme dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde, presentes no painel de Monitoramento da Imunização Covid-19 na quarta-feira (16). Esse número representa 56,1% do grupo dos mais de 8,9 milhões de pessoas que fazem parte da população vacinável do RS, acima dos 18 anos. Outros 42,6% já receberam a primeira dose e outros 18,3% completaram a imunização com as duas doses.

Vacinas aplicadas no estado
O Ministério da Saúde informa que distribuiu mais de 109,8 milhões de doses das vacinas AstraZeneca, CoronaVac e da farmacêutica Pfizer. Deste total, 7,1 milhões foram destinadas ao Rio Grande do Sul.

Com o recebimento de nova remessa do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), no final de maio, e outra no dia 13 de junho, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) informou a garantia de entregas semanais de doses da vacina AstraZeneca para o Programa Nacional de Imunização (PNI) até o dia 10 de julho. Neste ano, já foram entregues 53,8 milhões de vacinas, administrada em duas doses, com intervalos de 12 semanas. Essa vacina representa 54% das primeiras doses aplicadas no Rio Grande do Sul.

A segunda mais aplicada no estado é a CoronaVac, do Instituto Butantan, com 42% das aplicações em primeira dose. Nesta semana, o Instituto realizou a entrega de 2 milhões de doses ao PNI, totalizando 50 milhões desde janeiro. A vacina também é aplicada em duas doses, com intervalo de 28 dias.

Também aplicada em duas doses, mas com intervalo de 12 semanas, a vacina da Pfizer representa 3,4% do total aplicado no estado.

Situação atual de vacinação no RS
Até o momento, 3.930.232 milhões de pessoas receberam a primeira dose no estado, e outras 1.639.424 a segunda dose, totalizando 5.569.656 doses aplicadas. Os dados foram coletados na quarta-feira (16).

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome