10ª Quinzena do Pêssego tem abertura oficial no Mercado Central de Pelotas

Cheiro da fruta renova o olfato de quem passa pelos arredores do local e convida a chegar para conferir de perto. (Foto: Michel Corvello)

Marcando o início do mês de dezembro, aconteceu durante a manhã desta sexta-feira (1º), no Largo do Mercado Central de Pelotas, a abertura da 10ª Quinzena do Pêssego. O evento teve início às 11h e já é característico do cenário pelotense como um período ideal para comercialização das frutas in natura, este ano, estendendo-se até o dia 15 de dezembro.

Através das típicas bancas de venda de pêssego, o cheiro da fruta renova o olfato de quem passa pelos arredores do local e convida a chegar para conferir de perto. Para aqueles que não resistem, à venda estão disponíveis ainda: sucos, cucas e outras delícias que utilizam o melhor da fruta.

O vice-prefeito e também secretário de Desenvolvimento Rural, Idemar Barz (PSDB), enfatiza que entre Pelotas, Morro Redondo e Canguçu – principais fornecedores de Pêssego da região – existem mais de 600 produtores rurais que são beneficiados com os resultados da Quinzena. “A produção do pêssego para Pelotas e região é muito importante pela economia que ela traz. A previsão é de mais de 23 mil toneladas de pêssego para este ano e isso faz com que a nossa economia movimente cada vez mais,” relata.

Em 2022, a 9ª edição da Quinzena do Pêssego foi responsável pela comercialização de 2,1 mil quilos da fruta in natura nas bancas da Feira Municipal, no Centro, em bairros, e na Festa Municipal do Pêssego. Este ano, porém, a colheita sofreu fortes ataques por conta das chuvas e do clima, o que influenciou, exponencialmente, a quantidade de fruta disponibilizada para venda pelos produtores, como é destacado pelo presidente da Associação dos Produtores de Pêssego da Região de Pelotas, Mauro Scheunemann. “O produtor depende do clima. A gente tem outros manejos culturais, mas o clima tem que nos favorecer. A chuva tem que dar uma trégua, então quando a gente tem luz, sol, a gente tem um fruto de excelente qualidade”.

Fazendo convite à toda a comunidade, Scheunemann declara ainda que para os produtores rurais é imensa a satisfação de fazer parte da feira e estar presente na cidade expondo suas produções. “Tivemos um ano bastante difícil por várias questões climáticas, mas nos últimos dias, a gente teve a volta do sol e temos uma fruta de excelente qualidade para apresentar aqui na feira para que os nossos consumidores tenham este frente a frente, em contato com o produtor”.

Ao longo dos dias de exibição, bancas para a comercialização da fruta in natura e derivados estarão instaladas no Centro e nos bairros da cidade.

Confira os locais

De segunda a sábado – Largo do Mercado Central

Segundas-feiras – Terra Nova, avenida 25 de Julho
Terças-feiras – Avenida Dom Joaquim esquina rua Gonçalves Chaves
Quartas-feiras – Avenida Fernando Osório, entrada da Lindóia
Quintas-feiras – Avenida Senador Salgado Filho, próximo à Havan
Sextas-feiras – Avenida Dom Joaquim, esquina rua Gonçalves Chaves

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome