Pelotas: Projeto altera nome de rua no bairro Cruzeiro

Vereador Paulo Coitinho e ex-vereador Luís Carlos Mattozo (Foto: Divulgação)

O Projeto de Decreto Legislativo foi protocolado hoje (26) pelo vereador Paulo Coitinho (Cidadania). A iniciativa é do ex-vereador Luís Carlos Mattozo e solicita a alteração do nome da rua Barão de Cotegipe para rua Luciana Lealdina de Araújo, no bairro Cruzeiro. A justificativa do projeto, segundo o parlamentar, se faz necessária pelo fato do senador liderar a Bancada Escravista contra a Aprovação da Lei Áurea, em 1888, e já naquela época representar os setores mais atrasados da sociedade brasileira, tendo em vista que o Brasil foi um dos últimos países a abolir o trabalho escravo.

A nova denominação, Luciana Lealdina de Araújo, mulher negra, filha de mãe escrava, que em 1901 fundou o Instituto São Benedito, em Pelotas, uma casa que recolheu meninas negras órfãs abandonadas nas ruas de Pelotas, tem como objetivo resgatar um legado, promovendo uma reparação histórica.

“Homenagear Luciana de Araújo é valorizar obras e feitos de uma mulher negra e pobre, que dedicou sua vida à caridade e assistência à infância”, disse Coitinho.
A troca do nome da Rua Barão de Cotegipe, para Rua Luciana Lealdina de Araújo, apresenta-se como proposta educadora para a comunidade pelotense, buscando também o trabalho com a educação patrimonial, que consiste em um processo educativo, envolvendo não só a educação escolarizada, bem como, a comunidade local, famílias, autoridades e outros sujeitos, tendo a função de levar conhecimento, apropriação, valorização e preservação sócio-histórica e cultural seja de forma individual ou coletiva, corroborando para a prática da cidadania.

“A Mãe Preta fundou a mais importante casa de assistência do sul do Brasil e esta denominação também é uma homenagem aos homens e mulheres negras que construíram a nossa cultura, nossa culinária e nossa economia”, justifica Mattozo.

Urbanizada, ligando o bairro a avenida Bento Gonçalves e resolver os problemas de alagamentos são parte do projeto de mudança do nome da rua.

2 comentários

  1. Mas eles não tem nada de útil para fazer?
    Trocam o nome de rua sem se preocupar no transtorno causado aos moradores e empreendedores do local que vão precisar alterar cadastros, documentos, etc.
    Por quê não dão o nome proposto para uma rua das tantas novas que estão sendo abertas?

  2. “Um povo que não conhece sua História está fadado a repeti-la.”

    ESTÃO QUERENDO APAGAR A HISTÓRIA DO BRASIL!!!
    MUDEM TODAS AS RUAS E COLOQUEM NÚMEROS, POIS TODA PESSOA NO MUNDO UM DIA COMETEU UM MAL PARA ALGUÉM

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome