UCPel recebe a presidente do Tribunal de Justiça do Estado

Presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), Íris Helena Medeiros Nogueira. (Foto: Eduardo Nichele)

A Universidade Católica de Pelotas (UCPel) recebe nesta sexta-feira (27) a presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), a desembargadora Íris Helena Medeiros Nogueira. A magistrada irá abordar o tema: “A trajetória da Mulher no Poder Judiciário”. O evento ocorre no auditório Dom Antônio Zattera, a partir das 19h.

O evento quer promover o reencontro presencial dos alunos e professores do Direito da UCPel, após cerca de dois anos de atividades remotas devido à pandemia. Segundo a coordenadora da graduação, professora Ana Berg Barcellos, para celebrar esse momento foi feito o convite à presidente do judiciário gaúcho para relatar sua trajetória profissional até tornar-se a primeira mulher a presidir o TJ-RS.

“A temática a ser abordada pela desembargadora serve para, além do conhecimento da história, empoderar o universo feminino ao identificarmos outras mulheres na governança”, salienta a docente ao destacar que no Estado a participação feminina nos tribunais é ainda menor que a média nacional – menos de 16 % dos cargos são ocupados por desembargadoras -, o que classifica o Rio Grande do Sul entre os Estados com menor participação feminina.

Público

O evento é aberto ao público em geral, especialmente aos acadêmicos e professores de Direito. O acesso ao auditório Dom Antônio Zattera será pela rua Três de Maio, esquina Félix da Cunha. Devido ao protocolo sanitário adotado pela UCPel, a capacidade do local ainda está reduzida, por isso os organizadores sugerem a chegada antecipada para garantir lugar. Todos os interessados em acompanhar a palestra deverão apresentar o comprovante vacinal. No acesso ao auditório serão coletadas assinaturas dos presentes que desejem obter certificado.

Sobre a convidada

Graduada em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal de Pelotas, Íris Helena Medeiros Nogueira iniciou a carreira como pretora em Santa Cruz do Sul, assumindo o cargo de juíza em setembro de 1986, em Santa Rosa. Também foi juíza em Campina das Missões, Espumoso e São Jerônimo, sendo promovida para Porto Alegre em junho de 1992.

Além de ter sido juíza eleitoral por dois anos, atuou na Turma Recursal Criminal de Porto Alegre. Se tornou desembargadora em 22 de março de 2004. Dirigiu a Escola Superior da Magistratura no biênio 2008-2009. Presidiu a 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul e, como eleita, integra o Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado.

Foi Corregedora-Geral da Justiça no biênio 2016-2017. Integrou a 21ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado e presidiu o Conselho de Administração, Planejamento e Gestão (CONAD), o Comitê Executivo do Planejamento Estratégico (COMEPE) e o Comitê Orçamentário de 2º Grau no biênio 2020-2021.

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome