Projeto auxilia na recuperação de animais idosos do Canil de Pelotas

Fruto da parceria entre o Município e o consultório Vida e Saúde, iniciativa está inserida na campanha Todo Caramelo é Doce e será estendida ao Gatil. (Foto: Gustavo Vara)

Projeto voltado ao bem-estar e à recuperação da saúde de animais idosos, com dor, em pós-operatório e que apresentam quadros crônicos, dentre outros, teve início nesta quinta-feira (30) no Canil Municipal de Pelotas. A iniciativa, intitulada RecuperaCÃO, é fruto de parceria entre o Município e o consultório Vida e Saúde, sem custos para a Prefeitura, e está inserida na campanha Todo Caramelo é Doce. No primeiro dia de atividades, quatro cães passaram pela reabilitação.

Theodora de 13 anos, Priscilo, que é cadeirante e tem entre sete e oito anos, Vilar, 12, e Bahuan, oito, foram os primeiros atendidos. O processo envolve a reabilitação dos animais pela medicina veterinária integrativa utilizando a fisiatria, acupuntura e técnicas de medicina chinesa, como cromoterapia, fitoterapia, dietoterapia e moxa, a fim de tratar de forma integral e individual, devolver o bem-estar e a saúde, e melhorar a qualidade de vida dos pacientes crônicos.

O processo começará com os cães que são considerados casos mais graves, conforme explicou a diretora de Bem-estar Animal da Secretaria de Qualidade Ambiental, Camila Pereira. Todos possuem doenças crônicas e serão atendidos, semanalmente, às quintas-feiras. Apesar do nome, o projeto será estendido aos gatos do Gatil Municipal.

“Tudo gira em torno de possibilitar o bem-estar deles para que, mesmo estando no Canil, possam ter uma qualidade de vida maior, por meio de técnica diferenciada combinada à medicação que a maioria faz uso. Além disso, conseguimos deixá-los prontos para adoção e para viver bem fora daqui”, destacou Camila.

Camila lembrou o caso da Agnes, que faz uso contínuo de medicação e foi adotada por uma família, em julho, durante a Festa dos Caramelos e, agora, tem a qualidade de vida ótima, o que mostra que é possível um paciente crônico viver bem após a adoção.

As técnicas integrativas foram aplicadas pelas médicas veterinárias Glaici Teixeira e Marciane Scherdien do consultório Vida e Saúde.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome