Pelotas: Município assina contrato para construção de casas na Farroupilha

Investimento de quase R$ 2 milhões contemplará moradores com 20 residências unifamiliares. (Foto: Gustavo Vara)

O projeto habitacional PAC Farroupilha vai ganhar forma a partir dos próximos meses. Na manhã desta sexta-feira (14), a prefeita Paula Mascarenhas assinou contrato com a empresa Marques Imóveis Construtora e Imobiliária, vencedora de licitação, para construção no local de 20 residências unifamiliares de 40,9 metros quadrados. O investimento é de R$ 1.882.333,34. O projeto contemplado em programa datado de 2007 teve os recursos resgatados pela administração municipal que atuou para evitar a perda do repasse.

Todo o empenho e trabalho empregados para a garantia deste investimento foram bastante comemorados por Paula, porque segundo ela há muito tempo aquela comunidade aguardava por esse projeto. “Tentamos viabilizar, houve todos os tipos de problemas: empresas desistiram, valores aumentaram, agora conseguimos viabilizar. É uma grande notícia. Vai ser o maior valor investido em uma obra neste meu segundo governo, chegando a R$ 20 milhões, somado ao projeto de infraestrutura da Vila Farroupilha, que também já está sendo licitado. Um passo muito importante para o segmento da habitação, priorizado pelo nosso mandato”, detalhou a prefeita após assinar o contrato.

A empresa terá o prazo de 12 meses para execução das obras e a previsão é de que elas comecem no mês de fevereiro. “A assinatura do contrato atesta um ganho da gestão municipal, que se empenhou para resgatar os recursos. A Farroupilha será beneficiada com dois projetos. O primeiro, prestes a ter a execução iniciada, trata da construção das moradias. O segundo, que terá o processo reeditado, porque a empresa que se apresentou não cumpriu todos os requisitos do edital refere-se à infraestrutura completa do local. Estamos trabalhando na atualização de valores”, explica o secretário de Planejamento e Gestão, Roberto Ramalho.

O ato também marcou a mudança do projeto de secretaria. Até então o processo licitatório esteve a cargo da Comissão de Licitações vinculada à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag).  Agora, com o contrato assinado, o gerenciamento passa à esfera da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (SHRF), que conta com o cadastro das famílias beneficiadas e com o projetista lotado em seu quadro de servidores.

Também estiveram presentes na assinatura do contrato, o vice-prefeito Idemar Barz, o  vice-presidente da Câmara Municipal, vereador César Brizolara (PSB), o titular da SHRF, Ubirajara Leal, e o secretário de Governo e Ações Estratégicas, Fábio Machado, além do proprietário da empresa, Rui Marques.

Detalhes das moradias
As unidades unifamiliares serão casas com dois dormitórios, um banheiro, uma cozinha, uma sala de estar e uma área de serviços externa. As famílias contempladas já estão definidas. Elas faziam parte da área poligonal do programa original. O titular da SHRF salienta que, caso alguma tenha se mudado, melhorando as condições de moradia, e não queira retornar, outras poderão ser selecionadas, desde que da mesma área.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome