Pelotas: Bairro Empreendedor será ampliado para outras regiões em 2022

Programa de estímulo ao empreendedorismo, iniciado neste ano na Z3, será expandido para beneficiar mais pelotenses que desejam abrir novos negócios no próximo ano. (Foto: Michel Corvello/Arquivo Ascom)

Bairro Empreendedor, iniciativa da Prefeitura que busca estimular novos negócios na cidade a partir do mapeamento das potencialidades locais e que oferece suporte técnico e de crédito para criar novos empregos e gerar renda, será ampliado para outras regiões do município em 2022. O Navegantes deverá ser o próximo local a ser contemplado pelo programa, que foi iniciado na Colônia Z3 em setembro passado.

“Esse projeto, que funciona em rede e com integração, vem fortalecendo as pessoas em suas condições humanas, sociais e econômicas, aproximando a comunidade do Poder Público. Já vem apresentando bons frutos e queremos ampliar para outras regiões em 2022”, afirma a prefeita Paula Mascarenhas.

Em janeiro de 2022, as atividades do Bairro Empreendedor voltam à ativa, com o alinhamento e formação de novas equipes de trabalho, com a construção de um banco de dados dos empreendedores e empresas que já foram atendidos, além da busca ativa de comerciantes e novos parceiros. Para o próximo ano, também é planejada uma nova política de microcrédito, bem como a inclusão de outros na lista de parceiros do programa, a melhoria de vias da Z3, através do projeto Nossa Rua, e o aperfeiçoamento de fachadas de comércios da região.

“Esse primeiro contato com a população através do programa foi essencial para conhecermos as pessoas que fazem a economia de Pelotas girar, seus anseios, sonhos e expectativas. A proximidade que estamos tendo com o público têm nos ajudado a projetar ações que ofereçam benefícios para cada localidade, de acordo com as suas características”, destacou Gilmar Bazanella, titular da Secretaria de Desenvolvimento, Turismo e Inovação, pasta que lidera a iniciativa.

Também está na previsão ampliar as ofertas de cursos rápidos sobre o mercado de trabalho, por meio de parcerias entre o Município e empresas locais, além de novas ações do grupo ‘Movimenta Elas’, voltado para ampliar a participação das mulheres no mercado de trabalho e de novos negócios. O Bairro Empreendedor integra ainda projetos do Pacto Pelotas Pela Paz: a metodologia socioemocional ‘ACT – Criando Crianças em Ambientes Seguros’, que busca o fortalecimento dos vínculos familiares, e o Start, focado em jovens de até 27 anos.

“O Bairro Empreendedor é um programa de oportunidades. Queremos que as pessoas empreendam, não só em seus negócios, mas também em sua vida pessoal, familiar e social. Que os moradores possam encontrar as oportunidades que precisam dentro do bairro onde moram”, enfatizou a coordenadora da iniciativa, Direne Rocha.

Entenda como o Bairro Empreendedor funciona

O Bairro Empreendedor foi lançado em setembro deste ano, na Colônia de Pescadores Z3, primeira região beneficiada pela iniciativa. O programa visa a dar apoio em diferentes frentes aos pequenos empreendedores e àquelas pessoas que desejam iniciar o próprio negócio.

Com a formalização a partir da Lei Municipal nº 6.927/2021, o programa atua em quatro eixos:

– Descentralização

Atua para realizar um diagnóstico local e identificar necessidades, interesses e cultura empreendedora. Cria núcleos dentro dos bairros, para construção de planejamento e escuta à população, além de estratégias de valorização dos empreendimentos locais.

– Rede empreendedora

Trata-se de uma união de trabalhadores que potencializam o cooperativismo local, para que, juntos, possam construir soluções para problemas comuns e promover, divulgar e valorizar o empreendedorismo na sua localidade.

– Qualificação

São ações voltadas ao ensino, capacitação, orientação, formalização e planejamento do empreendedorismo, e programas para estimular e qualificar jovens e mulheres.

– Financeiro

Neste eixo está o Programa Emergencial Juro Zero Pelotense, que fornece crédito com subsídio de juros pelo Município para os microempreendedores individuais e micro e pequenas empresas. Por meio dessa iniciativa, os empreendedores terão acesso à formalização e à tomada de crédito para aplicação em seus negócios com juro zero.

A Prefeitura, através do Fundo Municipal, irá subsidiar o valor dos juros de crédito concedidos por instituições financeiras parceiras. Segundo o secretário Gilmar Bazanella, o crédito será concedido somente àqueles que cumprirem todos os requisitos previstos, como a apresentação de documentos obrigatórios, comprovação de uso dos recursos que serão concedidos, entre outros detalhes.

O gestor ainda ressalta que, além de auxiliar financeiramente quem empreende, o auxílio visa gerar retorno ao Município, que com os tributos pagos, seguirá melhorando a cidade para os moradores e atraindo grandes empresas para se instalarem na cidade.

Todos os beneficiados pelo Juro Zero Pelotense receberão orientações sobre como manter uma vida financeira saudável. Os procedimentos estarão disponíveis a partir do ano que vem.

Parceiros

Integram a lista de apoiadores do Bairro Empreendedor as secretarias municipais de Governo e Ações Estratégicas, Assistência Social, Secretaria de Segurança Pública, Desenvolvimento Rural, Educação e Desporto, Habitação e Regularização Fundiária, Qualidade Ambiental, e de Serviços Urbanos e Infraestrutura.

Além disso, outras instituições também dão suporte às ações do programa. São elas: Faculdade Anhanguera, Central Única das Favelas (Cufa), OSC Gesto, Senac, Senai, Senar, Sest Senat, Sesi, Banco Sicredi, universidades Católica (UCPel) e Federal de Pelotas (UFPel) e o Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul).

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome