Municípios da região e governo do Estado informam cancelamento de atividades escolares por passagem de ciclone

Em Pelotas foi realizada uma reunião de emergência do secretariado da Prefeitura com a Defesa Civil e outras instituições públicas da cidade. (Foto: Michel Corvello/Prefeitura Municipal de Pelotas)

Matéria em atualização 

O alerta com relação à passagem de ciclone extratropical na região de Pelotas, nesta quarta-feira (12), motivou reunião de emergência do secretariado da Prefeitura de Pelotas com a Defesa Civil e outras instituições públicas e o cancelamento das aulas na rede municipal nesta quinta-feira.

A mobilização ocorreu também em municípios vizinhos, como Rio Grande, Capão do Leão, Cerrito, Turuçu, São Lourenço do Sul, Jaguarão, Pinheiro Machado e Pedro Osório, que também informaram o cancelamento das aulas.

As decisoes foram tomadas após o governador em exercício Gabriel Souza (MDB) cancelar as aulas na rede estadual na quinta.

A medida foi seguida pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel). Na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), a medida vale ate às 12h de quinta-feira.

Em Pelotas, encontro foi coordenado pelo titular da Secretaria de Ações da Cidade (SAC), Flávio Al-Alam, e contou com a participação da prefeita Paula Mascarenhas (PSDB). O principal objetivo foi alinhar os protocolos de segurança e atendimento à população em caso de emergências.

A prefeita Paula afirmou que as equipes da Prefeitura estão acompanhando atentamente a situação na região e mobilizadas para possíveis situações de riscos. “Nós temos um grupo de todas as secretarias com a Defesa Civil, os órgãos de segurança, para que tenhamos rápidas respostas caso situações extremas ocorram. Se for preciso, teremos ações rápidas e conectadas para que as pessoas se sintam protegidas e amparadas”, disse.

De acordo com Al-Alam, as secretarias que compõem a SAC – Serviços Urbanos e Infraestrutura, Transporte e Trânsito, Obras e Pavimentação, Desenvolvimento Rural, Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, Planejamento e Gestão e Qualidade Ambiental – já haviam se reunido, na terça-feira (11), para projetar as possíveis ações. “A reunião de hoje serviu para alinharmos com órgãos como Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, CEEE Equatorial e outras secretarias, a integração de serviços que podem ter de ser acionados durante a passagem do ciclone”, disse.

Participaram, além dos secretários e representantes da Defesa Civil Municipal e Estadual, do Corpo de Bombeiros e da CEEE Equatorial, o presidente da Câmara de Vereadores, César Brisolara (PSB) e os vereadores Antônio Peixoto (PSD) e Michel Escalante (PP).

Atendimento à população

Para agilizar o atendimento de emergências, a população deve entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.
O coordenador regional da Defesa Civil no Sul do Estado, tenente-coronel Márcio André Facin, solicita que a comunidade fique atenta aos alertas oficiais e que as pessoas se cadastrem para receber os avisos e alertas da Defesa Civil Estadual direto no celular. Para isso, basta enviar um SMS com CEP do endereço para o número 40199. O serviço é gratuito.

Suspensão de aulas

A secretária de Educação e Desporto, Adriane Silveira, aponta ainda que as escolas estão prontas para abrigar a população caso seja necessário.

Rede de Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde deve reagendar as consultas das pessoas que não conseguirem comparecer por causa das condições do clima. Os atendimentos de urgência e emergência funcionarão normalmente. Algumas Unidades Básicas de Saúde terão as salas de vacina fechadas em virtude do risco de falta de energia elétrica.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome