Municipários de Pelotas realizam ato em frente à Prefeitura

Servidores ocuparam entrada da Prefeitura. (Foto: Daniel Batista/JTR)

Servidores municipais de Pelotas realizaram ato em frente à Prefeitura durante a manhã desta quarta-feira (25). A reivindicação é, entre outros pontos, pelo reajuste salarial de 20,09%, referente à reposição da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2019 a 2021, e o reajuste do vale-alimentação para R$ 500.

“Nós não estamos falando de três dias sem reajuste, estamos falando de três anos”, disse a presidente do Sindicato dos Municipários de Pelotas (Simp), Tatiane Rodrigues.

A ação foi definida ontem em assembleia, que aprovou também a paralisação por três dias, até sexta-feira ou até que o Executivo responda a proposta. Segundo o Sindicato, a pauta de reivindicações foi aprovada em assembleia realizada no dia 29 de abril, e encaminhada à prefeitura no dia 2 de maio. Sem respostas, um novo contato foi realizado no dia 16  cobrando o posicionamento da Prefeitura, o que não ocorreu.

O retorno teria ocorrido na última sexta-feira (20), quando o Executivo enviou e-mail ao Simp, alegando que ainda não havia definido a proposta a ser apresentada, e que o faria até o final desta semana. A categoria argumenta que a paralisação pode terminar antes, caso haja resposta da Prefeitura.

A concentração ocorreu pouco antes das 10h30, na Praça Coronel Pedro Osório. Em seguida, um ato fechou a rua XV de Novembro, com a ocupação da escadaria de entrada do Paço Municipal.

Trecho da rua XV de Novembro foi fechado. (Foto: Daniel Batista/JTR)

“Não é qualquer reajuste que nós queremos” disse Tatiane, destacando que ao menos a reposição da inflação deve ser efetuada.

Para os próximos dias, está planejada a distribuição de panfletos para a população, no mesmo local.

Em nota, a Prefeitura afirmou que está realizando as projeções financeiras necessárias neste momento, além de analisar a viabilidade das propostas enviadas pelo sindicato.

“Esse tempo é necessário pelo quadro de instabilidade, com inflação alta, queda na arrecadação estadual e redução de tributos que está em discussão no Congresso. A prefeitura trabalha para apresentar a melhor proposta possível aos servidores até o fim desta semana”.

A prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) se manifestou por meio das redes sociais. “É nítida a opção do Simp pelo conflito. Não fora assim, não teriam paralisado as atividades antes de conhecerem a posição do governo. Se ainda não nos manifestamos é porque, num cenário de absoluta insegurança, procuramos alternativas para oferecer a melhor proposta possível”, disse, e complementou: “Mas o Simp tem pressa. A pressa não costuma ser boa conselheira e não atuará em favor dos servidores”.

Confira a lista dos serviços afetados nesta quarta-feira (25)

– Saúde
UBSs totalmente fechadas: Cohab Lindoia, Jardim de Alah, Sítio Floresta, Vila Princesa, Loteamento Osório, Balsa, CSU Cruzeiro, Navegantes, Porto (Puericultura), Sansca/Vila Castilho, Cohab Fragata, Dom Pedro, PAM Fragata, Dunas, Cordeiro de Farias, Santa Silvana, Getúlio Vargas, Laranjal e Colônia Z3.

UBS abertas: Barro Duro, Salgado Filho, Py Crespo, União de Bairros, Caic Pestano, Cohab Pestano, Presídio, Sanga Funda, Vila Municipal (equipes das universidades), Fátima, Cohab Guabiroba, Fraget, Simões Lopes, Virgílio Costa, Arco Íris, Areal Fundos, Areal I, Leocádia, Bom Jesus, Obelisco, CSU Areal, Cascata, Cerrito Alegre, Corrientes, Grupelli, Maciel, Monte Bonito, Osório, Pedreiras, Vila Nova e Triunfo.

Centro de Especialidades – sala de vacinas aberta pela manhã e fechada à tarde.

Rede de Atendimento Psicossocial (RAPS) – Alguns serviços manterão funcionamento normal, sendo eles: Caps AD e Castelo, atendimento infanto-juvenil do Ambulatório de Saúde Mental e Retrate. O Caps Escola trabalhará em regime de plantão, com manutenção dos acolhimentos, mas suspensão de oficinas e grupos. Ficam suspensos os atendimentos nos Caps Baronesa, Porto, Fragata, Zona Norte e Infantil, assim como para adultos no Ambulatório.

Trailer da Vacina e Casa da Vacina – atendimento normal. Nesta quarta-feira, a imunização para pessoas com 12 anos ou mais, com a unidade itinerante, está no bairro Dunas, conforme o cronograma.

Vigilância Epidemiológica e Sanitária – funcionamento normal.

Vigilância Ambiental – equipes atuam com número reduzido de agentes de Combate a Endemias, mas mantém as ações contra a dengue, com visitas domiciliares e verificações in loco nos bairros.

Farmácia Municipal – farmácias distritais do Lindoia e Simões Lopes estão fechadas. A unidade central e as demais distritais mantém funcionamento normal.

– Assistência Social
Os serviços da rede de Assistência Social do Município estão mantidos até o momento, na sede da Secretaria, Plantão Social, Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Especializados de Assistência Social (Creas), mas com redução de técnicos nos setores. Pode haver demora nos atendimentos em razão do menor número de servidores.

– Educação
Todas as escolas estão abertas e as equipes diretivas estão levantando o número de profissionais paralisados, para remanejar as turmas conforme a necessidade. A Secretaria de Educação e Desporto ainda está apurando os reflexos da paralisação na rede de ensino municipal.

Na zona rural, alunos de algumas escolas não puderam se deslocar para as aulas, pois não havia transporte com a paralisação dos motoristas.

 

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome