Escolas estaduais de Canguçu reivindicam melhorias em audiência

Legislativo reuniu a comunidade escolar para relatar problemáticas enfrentadas pelas escolas em audiência proposta pelo deputado estadual Fernando Marroni (Foto: Divulgação)

Na tarde desta sexta-feira (23), a Câmara dos Vereadores de Canguçu realizou uma audiência pública sobre a precariedade das escolas estaduais do município. O evento foi proposto pela Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia, através do deputado estadual Fernando Marroni (PT), com proposição conjunta do vereador Rodinha (PT).

A atividade foi encaminhada ainda em junho, quando o deputado visitou a Câmara de Vereadores Municipal. Na ocasião, Marroni e o vereador Rodinha (PT) conversaram sobre a falta de recursos enfrentada pelas escolas estaduais. Durante a audiência, no entanto, as reivindicações extrapolaram a demanda por verbas. A comunidade escolar relatou a falta de professores e demais funcionários, como merendeiras e monitores, a necessidade de construção de quadras esportivas, refeitórios, de melhorias no transporte escolar e até mesmo a ocorrência de água contaminada em um dos colégios.

Da escola Alberto Pasqualini, a diretora Marli Einhardt acredita que as verbas disponíveis para obras devem ser manejadas pelo Círculos de Pais e Mestres (CPM). “As obras feitas pela CROP (Coordenadorias Regionais de Obras Públicas) por licitação levaram 12 anos na construção dos nossos sanitários. Seria mais rápido e prático envolvendo a comunidade pelo CPM”, opinou. Marli também relatou o caso de contaminação da água da escola. “Ano passado deu contaminação na nossa água. Esse ano deu contaminação novamente e não tivemos solução ainda. É a nossa maior preocupação no momento”, lamentou a diretora.

A comunidade escolar participou em peso, com presença dos professores, diretores, estudantes e funcionários. Para o deputado Marroni, a audiência foi uma das mais produtivas realizadas pela Comissão desde o início do ano. “Foi uma audiência pautada pela sinceridade e emoção das professoras, alunos e pais”, disse. O deputado também chamou atenção para as palavras dos professores, que afirmam estar tristes, cansados e desmotivados. “Em contrapartida, temos a disponibilidade e vontade da comunidade em ajudar”, lembrou o parlamentar. Como resultado da audiência será enviado um relatório elaborado pela Comissão com os encaminhamentos, em especial a necessidade de ação emergencial para solucionar a contaminação da água das escolas e a acessibilidade para alunos com deficiência que estão fora de sala de aula.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome