Mesmo com grande fluxo, lojistas relatam Black Friday dentro da normalidade

Situação de vendas no Calçadão é menos positiva do que as expectativas. (Foto: Julia Barcelos)

Uma multidão de consumidores em lojas atraídos por grandes descontos é a realidade da Black Friday, realizada na última sexta-feira de novembro, em muitos locais. Mas não foi esse cenário que os lojistas do Calçadão de Pelotas relataram neste ano. A data foi marcada por um movimento dentro do habitual, com a aposta de crescimento gradual das vendas no mês de dezembro.

A Black Friday é uma ação promocional que inaugura a temporada de compras de fim de ano, trazendo grandes descontos para os consumidores. É tradicional nos Estados Unidos após o Dia de Ação de Graças. Há alguns anos, a data foi incorporada pelos brasileiros como sinônimo de preços baixos.

Com a grande movimentação de pessoas pelo Calçadão, era de se esperar que a Black Friday de 2023 estaria dando grandes resultados aos lojistas da região. No entanto, quando questionados sobre a situação deste ano, as respostas são menos positivas, principalmente em produtos de vestuário. “Perto do que a gente esperava, está bem calmo. Mas nossas vendas estão crescendo”, conta o gerente de uma loja de roupas, Rodrigo Mendes. Em outra, o cenário é parecido. “Aumentaram as vendas, sim. Está devagar, mas está indo”, relata a gerente Norma Klug.

Mesmo com os descontos, lojas de roupas estão mais vazias do que o esperado. (Foto: Julia Barcelos)

No setor de eletrodomésticos, a situação não é muito diferente dos últimos anos, se mantendo dentro da média para a época.“Está normal, como todos os anos, mas ainda temos amanhã e a expectativa é boa”, declara o gerente de uma loja de eletrodomésticos, Celson Lopes.

Mesmo com o tímido início de temporada de final de ano, os lojistas alegam estar positivos com a chegada do último mês do ano. “Dezembro é sempre melhor que a Black. Não sabemos como está a estabilidade financeira das pessoas, mas a expectativa é boa! Esperamos que o mercado esteja aquecido”, explica Lopes.

As expectativas para lojas do ramo de vestuário também estão boas, pensando na compra de presentes e roupas para as festas de fim de ano, além da tardia chegada do calor. “Nosso verão está começando agora, as pessoas ainda estão começando a sair para comprar as roupas para a estação e, ainda com a aproximação do Natal, a expectativa é das melhores”, adiciona Mendes.

Enviar comentário

Envie um comentário!
Digite o seu nome